Museu Voluntários da Pátria celebra aniversário com eventos


Museu Voluntários da Pátria celebra aniversário com eventos

Museu da Praça Pedro de Toledo completa 49 anos e está na programação do “Hoje é dia de...” da Semana dos Museus e de Patrimônio

Museu 139O aniversário do museu que chega aos 49 anos de atividades

O Museu Histórico e Pedagógico Voluntários da Pátria foi aberto ao público em 24 de maio de 1970, num antigo casarão na Avenida Espanha e, em 1975, passou a ocupar o prédio da Praça Pedro de Toledo – local bastante ligado à história da cidade, construído em 1898 e inicialmente serviu de cadeia e Fórum. Ao longo do tempo, o prédio foi Prefeitura, Câmara Municipal, Escola de Belas Artes, Conservatório Musical e, atualmente, Museu.

Para celebrar os 49 anos da abertura, a Semana dos Museus e de Patrimônio realiza, nesta sexta-feira, 24 de maio, uma visita guiada pelo Museu Voluntários da Pátria – é a última visita do programa “Hoje é dia de...”, que nesta semana passou pelos cinco museus municipais. A atividade gratuita, realizada pela Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, será das 14 às 16 horas e não é necessário realizar inscrição previamente, basta chegar e participar.

O Museu Histórico e Pedagógico foi criado por decreto estadual na década de 1950 e aberto ao público em 24 de maio de 1970, no antigo casarão, na Avenida Espanha, onde hoje é o estacionamento do Banco Itaú. Em 1975, passou a ocupar o prédio da Praça Pedro de Toledo. O nome “Voluntários da Pátria” é uma homenagem aos jovens araraquarenses que foram combater na Guerra do Paraguai em 1865.

Com um acervo eclético, formado por diversas coleções, o Museu reúne objetos que remetem ao universo rural, como: fogão à lenha, pilão, torrador de café, moinho, ferro de passar roupa à brasa, entre outros. Há objetos etnográficos de várias culturas indígenas do Brasil, como: adornos, objetos de caça e pesca e do cotidiano. Também existe uma Sala das Tecnologias com aparelhos telefônicos, rádios e similares, objetos de uso pessoal e de trabalho.

Dentre o acervo de Arte Sacra e Religiosa, o destaque é uma maquineta, um modelo de oratório do século XVIII, feito com madeira policromada, pó de ouro e imagens de santos em alabastro. A peça contém nove imagens de santos, sendo uma a Imagem de Nossa Senhora “Morta”, ou como os católicos chamam: Nossa Senhora “Dormindo”.

Na parede da Sala de Eventos, o destaque é para um painel pintado na parede por Sidney Rodrigues, renomado artista plástico, na época que o prédio abrigou a Escola de Belas Artes, na década de 1950.

Como coleção destaca-se a Sala Madalena Olivastro, com suas porcelanas e objetos finos de uso pessoal, datados de várias épocas. Já a Arte Popular é representada por obras de Mestre Dito, que retratava o cotidiano das pessoas através de seus “bonecos” feitos com material eclético como tecido, arame, papelão e madeira. Retratam cenas da cultura nordestina, como pessoas rezando, enterro, dança, luta. As esculturas especificamente em madeira são de Mestre Jorge, que com maestria transformava um pedaço de madeira numa obra de arte.

O Museu Voluntários da Pátria funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h; e aos sábados, das 9h30 às 12h. Para agendamento de grupos ou escolas o telefone para contato é 3322-4887. O endereço é a Praça Pedro de Toledo, localizada no Centro da cidade, na altura da Rua Carlos Gomes com a Avenida Duque de Caxias.

SERVIÇO:

Semana dos Museus e de Patrimônio apresenta: “Hoje é dia de Museu Voluntários da Pátria” - Aniversário do Museu Histórico

Data: sexta-feira (24 de maio)

Horário: das 14 às 16h

Local: Praça Pedro de Toledo, s/nº (altura da Rua Carlos Gomes com a Avenida Duque de Caxias) – Centro

Programação gratuita