A primeira consulta pública para certificação no RenovaBio


A primeira consulta pública para certificação no RenovaBio

Usina Vale do Paraná, localizada em Suzanápolis (SP), poderá obter a sua nota de eficiência energético ambiental

Usina Vale do Parana 148Empresa atendeu aos critérios de elegibilidade em todas as propriedades produtoras de biomassa

A Usina Vale do Paraná, do grupo Pantaleon, é a primeira usina do setor sucroenergético a colocar em consulta pública seus dados para certificação do RenovaBio. A consulta pública tem duração de 30 dias e detalha as informações auditadas pela Certificadora SGS.

Finalizado esse processo, a unidade da Vale do Paraná, localizada em Suzanápolis (SP), poderá obter a sua nota de eficiência energético ambiental junto à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e estará autorizada a emitir os créditos de dercarbonização (CBios).

De acordo com o processo divulgado, a empresa apresentou informações primárias para 100% da produção e atendeu aos critérios de elegibilidade em todas as propriedades produtoras de biomassa.

A etapa de consulta pública visa dar transparência à certificação e é um dos procedimentos que compõe o processo definido pela ANP na Resolução nº 758 de 2018, publicada em novembro de 2018, para a obtenção do Certificado de Produção Eficiente de Biocombustível.

“Essa iniciativa retrata o esforço que tem sido realizado pelo setor produtivo para atender os critérios de certificação e garantir a participação dos produtores no RenovaBio. Esse é apenas o início de um processo que deve se intensificar nos próximos meses”, ressalta o gerente de economia e análise setorial da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Luciano Rodrigues.