Gigantão prova que "jeitinho brasileiro" continua


Gigantão prova que "jeitinho brasileiro" continua

BLOG DO BOLA

Por Adilson João Tellaroli

AdilsonGostaria de escrever sobre outro assunto, como por exemplo, os grandes jogos da atual fase da Liga dos Campeões da Europa, um torneio que dá aula de disciplina, organização e principalmente técnica, ao nosso Campeonato Brasileiro, propalado como o mais dificil do mundo, mas onde a bola rola no máximo, 60 por cento do tempo; onde em cada cobrança de falta ou escanteio, o arbitro paralisa o jogo duas ou três vezes para tentar coibir o empurra-empurra dos jogadores, que nunca termina!

Mas sobrepõe-se a esse lado futebolístico, um fato que seria mais de economia ou politica. Porém como envolve um local onde se pratica esporte, não podemos nos omitir. Já escrevi aqui, alertando os administradores de Araraquara, que deixassem de lado o famoso “jeitinho brasileiro”, que provocou recentemente as tragédias de Mariana, Brumadinho, alojamento do Flamengo, entre outras, mas percebe-se que tudo continua igual. A Prefeitura se preocupando em buscar laudos que desmintam o cenário “pintado” por dois engenheiros da cidade. O município tentando acalmar a população com uma liminar que desinterdita o Gigantão. Os vereadores buscando fazer o seu papel, buscando do executivo, novas e detalhadas informações sobre o assunto. Enfim, jogo de palavras e confronto de idéias sobre o mesmo problema.

E o problema em si? Como está, quem vai resolver? Que garantias são dadas para quem olha a estrutura do ginásio e percebe que aquilo não está normal? Por que o sugerido acompanhamento e manutenção periódica das obras não foi seguido?

Chega de perguntas. Precisamos de ações. Que possibilitem tranquilidade a atletas, dirigentes, enfim a toda uma cidade.Como citei no artigo anterior, chega de “jeitinho”e meias palavras! Vamos parar de empurrar o problema com a barriga para que não sejamos arrastados por uma catástrofe!

Adilson João Tellaroli, o "Bola Branca"