Ex-vereador Serginho Gonçalves acusa Boi de levar Polícia Federal ao seu gabinete


Ex-vereador Serginho Gonçalves acusa Boi de levar Polícia Federal ao seu gabinete

Em um cenário político profundamente abalado, o ex-vereador Serginho Gonçalves, afastado da Câmara Municipal em 2017, reapareceu nesta sexta-feira (12) nas redes sociais para enaltecer decisão do promotor Raul de Mello Franco Junior, que sugeriu ao presidente Tenente Santana o afastamento de Aloísio Braz, o Boi, da Ouvidoria da Câmara.

Serginho Gonçalves 126Ex-vereador Serginho Gonçalves acusa Boi de ter provocado sua saída da Câmara

De um lado está Aloísio Braz, o Boi, presidente do MDB. Do outro, Sérginho Gonçalves, eleito vereador pelo mesmo partido em 2008 e reeleito quatro anos depois com mais de 1500 votos. Ambos tornaram-se protagonistas de críticas nas últimas horas através das redes sociais, envoltos pela mesma situação – a decisão do promotor público Raul de Mello Franco Junior em sugerir ao atual presidente do Poder Legislativo, Tenente Santana que “até quarta-feira (17) o senhor terá que tomar uma decisão”.

A decisão a que se refere o promotor é de que Boi seja afastado do cargo de ouvidor depois de ser nomeado na segunda quinzena de março, pois como presidente de um partido (MDB) não é aconselhável desempenhar tal função. Uma oitiva realizada pela Promotoria Pública nesta sexta-feira serviu para Santana estar convencido de que o melhor caminho, para também não ser penalizado, é o de afastar o colega de partido.

Nas redes sociais, Boi não se conteve e disse: “A justiça às vezes é injusta. Pago um preço por não fazer nada errado. O promotor quando fala de derrota em eleição depois de mais de dois anos, mostra que é uma decisão política”.

MANIFESTAÇÃO DE SERGINHO GONÇALVES

O ex-vereador Serginho Gonçalves, acusado de crimes de corrupção e advocacia administrativa, foi eleito em 2007 e reeleito em 2011, porém não chegou a tomar posse por um processo que se arrastava por pelo menos 5 anos; nesta semana não se conteve ao ter conhecimento do afastamento de Boi na Ouvidoria. Serginho foi acusado de ficar com parte do salário de alguns de seus assessores da Câmara Municipal. A acusação também apontou troca de favores entre o ex-parlamentar e eleitores, como por exemplo, tentativa de exclusão de multas de trânsito, de acordo com publicações feitas pela imprensa na época.

O comentário de Serginho Gonçalves ao Boi, foi em tom agressivo e desafiador, em sua página no facebook:

Serginho Gonçalves 127