Unesp Araraquara e IFSP se mobilizam contra cortes na educação


Unesp Araraquara e IFSP se mobilizam contra cortes na educação

Paralisação ocorrerá nesta quarta-feira, dia 15, na Praça Santa Cruz, e terá o apoio de estudantes secundaristas e sindicatos

Capes Unesp

Estudantes da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IFSP) de Araraquara realizam nesta quarta-feira, dia 15, um ato em conjunto contra os cortes de verba na educação anunciados pelo governo Bolsonaro. A manifestação geral será realizada às 16 horas na Praça Santa Cruz, no centro da cidade.

Na Unesp, a decisão de paralisação e adesão ao movimento nacional pela educação foi tomada em assembleia geral no último dia 8, com a presença dos centros acadêmicos de Letras, Pedagogia, Ciências Sociais, Economia, Ciências Farmacêuticas e Engenharia de Bioprocessos (CACEL, CAMT, CAFF, CACEF, CACIF, CAOS).

De acordo com João Neto, estudante da Unesp e militante do Movimento Popular de Juventude (MPJ em Disparada), a luta é uma forma de resistência da educação brasileira e de esperança, para que as escolas e instituições de ensino continuem abertas à população, com acesso gratuito.

“O objetivo é a unidade entre todas as instituições de ensino - federais, estaduais e de educação básica - contra os cortes de verba anunciados e contra a política defendida pelo governo Bolsonaro, de desvalorização do ensino público. Percebemos que tanto o governo federal quanto o estadual estão colocando em prática uma estratégia de sucateamento do ensino público, visando à privatização da educação. O movimento estudantil se posiciona contrário a essas medidas e retoma seu protagonismo histórico, que foi tão importante para o Brasil durante a ditadura militar”, declara João Neto.    

Para Rian Henrique dos Santos, aluno do IFSP, “a paralisação foi aprovada em assembleia por alunos, professores e também pelo conselho de campus. Então, neste dia 15, estaremos com força para protestar contra os cortes na educação”.

Os alunos da Unesp e do IFSP também receberam o apoio de estudantes secundaristas da cidade e das centrais sindicais.

Reitores divulgam nota

O Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (CRUESP) divulgou uma nota em que manifesta seu integral apoio às ações organizadas pela comunidade científica nacional, lideradas pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Academia Brasileira de Ciências e outras entidades, em defesa da pesquisa e contra os cortes de recursos para a educação superior e o sistema nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I)

“Foi com grande surpresa e preocupação que estas instituições [USP, UNICAMP e UNESP] receberam a notícia sobre o corte de 42% nas despesas e investimentos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), anunciado em fins de março pelo governo federal, bem como cortes no financiamento de universidades federais anunciados pelo Ministério da Educação (MEC). Surpresa porque o atual governo chegou à Presidência da República acenando com a elevação nos investimentos em CT&I, passando dos atuais 1,5% do PIB para 3%, como ocorre na União Europeia. E preocupação porque uma medida dessa natureza implicará em consequências danosas não apenas para o sistema nacional de CT&I, mas para a sociedade como um todo. Setores estratégicos, como saúde, energia e agricultura, por exemplo, certamente serão gravemente afetados se estas restrições orçamentárias não forem corrigidas”, afirma a nota.

Programação Unesp

6h30 – concentração em frente ao Instituto de Química, paralisação das atividades

9h30 – roda de conversa: a defesa da educação pública e o papel do movimento estudantil

16h – ato na Praça Santa Cruz em parceria com estudantes do IFSP

19h – plenária geral no campus