MARZO - 30 anos não é só pra apagar velinha!


MARZO - 30 anos não é só pra apagar velinha!

ARTIGO

Por Adilson João Tellaroli

Adilson

No Brasil de hoje, infelizmente está ficando comum, você ver uma porta se abrir com esperança e pouco tempo depois se deparar com a fachada apagada e essa mesma porta fechada. É preciso ter estrutura, garra, perseverança e capacidade para sobreviver aos impostos e aos percalços da economia chamada global.

Comemorar 30 anos, portanto, não é apenas uma festa pra cortar bolo e cantar parabéns. Mais que reunir os amigos, - que realmente é muito gratificante,  principalmentepara aqueles que te viram crescer.Uma data como essa tem um significado muito maior. É o coroamento de um trabalho feito com dignidade, amor, dedicação à profissão abraçada. É como dizer: “Venci”!

E não são apenas palavras que podem se perder no ar. Os 30 anos da “Marzo” estão aí, palpáveis para todos, através na sua comunicação sempre atual, da suas Plataformas, da querida revista Comercio, Indústria e Agronegócio. A perseverança dos membros da sua equipe (alguns com os mesmos trinta anos na mesma empresa), retrata bem o trabalho do seu comandante.

Acompanhei os passos iniciais do Ivan Roberto, sinto-me portanto bem à vontade para enaltecer sua caminhada, muitas vezes cheia de percalços que à primeira vista poderiam desencorajar mas ao contrário, foram sempre um motivo a mais para seguir em frente.

Meu amigo, você assimilou com grandeza, as palavras que proferi nos idos de 1960. “Esta profissão não nos deixa ricos, mas felizes. Só sobrevive quem gosta dela e se dedica dia e noite”.

O resultado não poderia ser outro:30 anos lapidando profissionais, agregando amigos e prosperando ídéias. Parabéns Ivan e toda sua abnegada equipe. Valeu!