Início Artigos

Futebol Feminino ainda é aventura

410

Blog do Bola, por Adilson João Tellaroli

Empolgado com o recente Mundial de futebol feminino, o presidente da Fifa decidiu ampliar o número de seleções do próximo certame. E ao mesmo tempo, também criou o Campeonato Mundial de Clubes!

Anoticia repercutiu na semana passada e a “resposta” brasileira foi o vexame passado nesta semana, pelas equipes femininas de Sport e Santos. O time feminino santista ficou horas no saguão de um hotel em plena madrugada, porque a reserva era para o dia seguinte.

O caso santista, segundo a CBF tem um culpado, a malha viária. E a entidade fez questão de salientar no seu comunicado oficial, que “paga as passagens” para os clubes! Não precisava justificar, é obrigação, está no regulamento do campeonato.

Episódios como esse, felizmente não são comuns, mas servem de alerta para a entidade e os dirigentes. Em artigo anterior, salientei o descaso com que ainda se trata o futebol das mulheres neste país, sem calendário racional, sem divulgação, com jogos acontecendo ao meio dia em pleno verão. Como levar torcida para prestigiar as partidas, sem que o grande público tenha pleno conhecimento dos dias, horários e locais? E convém lembrar que alguns jogos são realizados em péssimos gramados!

Não vai adiantar a criação de um Mundial de Clubes, se não houver um modelo racional de disputa, salários mais adequados para todas as jogadoras, não apenas para as “estrelas” da seleção, uma melhor divulgação, além de outros incentivos. Sem isso não haverá patrocínio e sem ele, não há grana.

Torçamos para que a idéia da Fifa traga frutos por aqui, porque se não houver uma mudança fundamental, continuaremos a ver goleadas de times com maior estrutura, massacrando pequenas equipes que passam quase fome no interior do Brasil. Para essas, futebol feminino por aqui ainda é uma aventura.

E com desnível técnico tão alto, o reflexo negativo chega à seleção brasileira, principalmente agora que Marta e Cia. estão parando. Srs. dirigentes, perguntem como é nos Estados Unidos!

“Blog do Bola”

Adilson João Tellaroli – bola branca