Início Cidade

Araraquara retrocede e cai para fase 2, atividades econômicas com restrição

Em virtude desse crescimento vertiginoso do coronavírus, o Governo de São Paulo decidiu pelo recuo na flexibilização nas regionais de saúde do interior do estado

713

A cidade de Araraquara hoje tem 18% de ocupação dos seus leitos de UTI e 25% dos leitos de enfermaria.

Devido às duas grandes estruturas organizadas pela Prefeitura, o Hospital da Solidariedade (Hospital de Campanha) e o Polo de Atendimento Estratégico na UPA da Vila Xavier, a taxa de ocupação dos leitos regionais também é baixa (35% UTI e 20% de enfermaria). Vale ressaltar que o máximo da ocupação de leitos, estabelecido pelo Governo do Estado na fase 3 (amarela) do Plano São Paulo, é 70% em UTI.

Porém, é notório o crescimento do número da contaminação pelo novo coronavírus no interior. Essa evolução já era esperada por todas as autoridades de Saúde do estado que sempre apontaram que estaríamos, pelo menos, duas semanas atrás da situação epidemiológica vivida pela região metropolitana.

Em função desse crescimento vertiginoso, o Governo de São Paulo decidiu pelo recuo na flexibilização nas regionais de saúde do interior do estado. Como exemplo, podemos citar as regiões de Ribeirão Preto, que recuou da fase 2 (laranja) para a fase 1 (vermelha); de Barretos, que recuou da fase 3 (amarela) para a fase 1 (vermelha); de Presidente Prudente, que recuou da fase 3 (amarela) para a fase 1 (vermelha); e de Bauru, que recuou da fase 3 (amarela) para a fase 2 (laranja).

Desta forma, Araraquara passou da fase 3 (amarela) para fase 2 (laranja), o que significa a manutenção de atividades econômicas, mas com restrições de horários.

O prefeito Edinho inicia, no período da tarde, estudos junto ao Comitê de Contingência do Coronavírus e à Secretaria de Justiça e Cidadania para adequação do decreto do governador João Doria à realidade da cidade de Araraquara. Também, nos próximos dias, reúne-se com entidades representativas dos empresários e trabalhadores para o mesmo diálogo e encaminhamentos.

A Prefeitura de Araraquara, embora conte com uma estrutura organizada, compreende esse movimento do Governo do Estado ao reclassificar as regiões dentro do Plano São Paulo e unificar os esforços de todo o interior no enfrentamento à Covid-19, evitando que o sistema de saúde entre em colapso.