Início Destaques

É lamentável, Araraquara engendrada na podridão de uma história criminosa

Se a cidade estava no aguardo de um presente para comemorar seus 202 anos de vida, pronto, já tem. A encomenda chegou antes do esperado. Coincidência ou não, vem embrulhada com um pano de fundo chamado Vermelho (Walter Delgatti Neto), preso em Brasília, com mais três supostos vigaristas.

1790
Vermelho, faz o pano de fundo no aniversário da nossa cidade em 2019

O afastamento momentâneo da imprensa na divulgação de novos fatos que envolvem os hackers Walter Delgatti Neto, Gustavo Henrique Elias Santos, Danilo Cristiano Marques e Suelen Priscila, talvez seja o tempo dado para outras investigações em uma delação premiada que comporão a história malandra que infelizmente nasceu aqui, debaixo dos nossos narizes. A delação então seria um prêmio aos que também dormem em praças, embaixo do gigantão ou afaveladas em terrenos públicos e à própria população que com trabalho digno sempre carregou o bom nome da cidade nas costas.

Só que agora, assim como nos casos do mensalão e do petrolão, surge em um cenário triste para a nossa cidade, uma Land Rover no episódio do roubo de mensagens de autoridades da Lava Jato e de tantas outras pessoas.

Por ironia do destino não é preciso ser inteligente para responder: como um hacker – Walter Delgatti Neto, o Vermelho, estelionatário crucificado e acostumado a sobreviver de pequenos golpes entrou para um crime tão grave sem levar nenhum tipo de vantagem, quer dizer – ter feito essa desgraça no Brasil sem ganhar nada em troca? Por idealismo? Por amizade? Pelo olhar aparentemente esverdeado de alguém?

Uma outra pergunta que segue na mesma linha de raciocínio precisa ser respondida: se ele é taxado de hacker amador deve ter recebido ajuda de alguém. Então, também não é preciso ser inteligente para imaginar que existe um mandante.

Quando tais respostas surgirem – se surgirem, Araraquara por conta do Vermelho terá lavado sua alma como cidade interiorana que traz um passado de gente decente; neste caso ela também terá dado ao Brasil uma contribuição de moralidade, alterando os rumos que querem modificar ou dar fim a Lava Jato, pois no nosso entender são podres os canalhas que arrebentaram com este país. Ou não? Fosse uma operação ruim a Lava Jato não teria devolvido bilhões de reais aos cofres públicos.

Só que por enquanto ainda temos que ouvir que Araraquara também tem uma fábrica de bandidos e que somos um polo de alta tecnologia, afinal no rastro dessa história há um elo entre o hacker da nossa cidade e… Brasília. Isso mesmo: uma conexão de Vermelho com a capital federal.

A história vinculada a suposta delação, caminha para isso: “…Chamaram atenção nos documentos anexados aos autos menções a ligações de Vermelho com Brasília. Seriam, talvez, sinais da existência de conexões da ação hacker com figuras da cena política — quem sabe até com eventuais mandantes ou patrocinadores do crime e que na capital da República pode estar a próxima camada a ser vencida pela polícia na investigação. E que, já avançando para além do quarteto, há um quinto elemento ligado ao caso…”