Gato é morto e jogado em gatil de protetora recém eleita vereadora

O animal foi morto com requintes de crueldade e jogado na tela de Luna Meyer na tentativa de intimida-la

2145

Eleita vereadora no último dia 15 de novembro em Araraquara, a protetora animal Luna Meyer denunciou em suas redes sociais, que um gato teria sido morto a pauladas e jogado, em cima da tela do gatil que ela mantém, neste sábado (21).

Luna há anos é protetora de animais

Luna acredita que possa ser retaliação devido a denúncias que ela tem feito, mesmo antes de assumir sua cadeira no parlamento.

É lamentável que na mesma semana que um Pitbull aparece com várias perfurações pelo corpo, uma cachorrinha é queimada e deixada para morrer na linha férrea, alguém sem o menor caráter espanque um gato até a morte como forma de retaliação.

A protetora vai elaborar um Boletim de Ocorrência e entrar em contato com as autoridades locais, inclusive com o Delegado Bruno Lima que está hoje na cidade, para que o caso seja investigado e o autor do crime punido no rigor da lei.

LEI SANSÃO

Em 29 de Setembro foi sancionada a lei 1.095/2019  que aumenta a punição para quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais. Conforme a nova legislação, a pena agora vai de dois a cinco anos de prisão, além de multa e a proibição de guarda de novos bichos.