Início Destaques

Maioria dos cargos do 1º escalão de Edinho é ocupada por servidores públicos da carreira

São 13 os servidores de carreira nomeados para chefiar secretarias, fundações e órgãos fiscalizadores

123
Prefeitura adequa as regras para Araraquara seguindo o Plano SP

Dos 23 cargos considerados do primeiro escalão do Governo Edinho, ou seja, secretarias, fundações e órgãos de controle, 13 são chefiados por servidores públicos municipais. O número corresponde a 56% do total de nomeações. A atividade de nomeação foi realizada na última sexta-feira, dia 08 de janeiro, em evento realizado no Central Internacional de Convenção, com restrição de público em virtude da pandemia, e com transmissão ao vivo na página da Prefeitura.

Com exatos 42 de serviços públicos prestados à população, o servidor Antônio Adriano Altieri, graduado em administração de empresas, agora assume a Secretaria Municipal de Administração do governo Edinho. Ele já atuou nas áreas de suprimentos, patrimônio, contabilidade, educação, saúde, planejamento e participação popular na Prefeitura de Araraquara.

Outra servidora de carreira que tem atuação de chefia no Governo Edinho é a secretária municipal de Saúde, Eliana Honain. Enfermeira, formada pela USP, Eliana compõe o quadro da Prefeitura há mais de 34 anos e hoje é reconhecida nacionalmente, em conjunto com demais servidores, como referência no combate à pandemia do Coronavírus. Ela também esteve secretária no primeiro governo Edinho Silva (2001-2008).

E provando o brilhantismo do quadro de servidores municipais da Saúde, Lúcia Ortiz, que cumpriu papel estratégico na condução das políticas de Vigilância Epidemiológica no primeiro governo Edinho (2001-2008), sendo também secretária de Saúde na época, entrou na Prefeitura como funcionária de carreira em 1986 e hoje é a presidente da Fungota (Maternidade Gota de Leite).

Na Secretaria de Obras e Serviços Públicos está o servidor público Sérgio José Pelícolla, graduado em ciências e matemática. Há 34 anos ele iniciava sua vida pública na própria secretaria que hoje assume como titular.

Outra Pasta importante do Governo que tem como secretária uma servidora pública municipal é a Assistência e Desenvolvimento Social. Jacqueline Pereira Barbosa já compunha o governo Edinho desde 2018. Ela, que é psicóloga e pós-graduada em Educação Social, assumiu o serviço público há 9 anos.

Servidora de carreira desde 2010, a arquiteta formada pela Escola de Engenharia da USP e professora, Sálua Kairuz Poleto, assumiu a Secretaria de Desenvolvimento Urbano em 2018 e foi reconduzida ao cargo agora em 2021.

Outra mulher servidora de carreira assumiu a Secretaria Municipal de Justiça, Modernização e Relações Institucionais. Mariamália de Vasconcellos Augusto é advogada, formada no Mackenzie e economista formada pela Unesp. É procuradora da Prefeitura desde 2009, tendo sido, antes, funcionária de carreira da Câmara Municipal de São Paulo. Esteve secretária de Justiça e Cidadania entre 2018 e 2020 também na gestão Edinho.

Milena Malheiros Pavanelli ingressou na Prefeitura como servidora pública em 2006. Mas, desde 2001 já estagiava na Secretaria Municipal de Esportes, Pasta que assumiu como titular em março de 2020 e na última sexta, foi nomeada para a gestão 2021-2024.

Outra servidora pública atuando na área do Esporte é Roseli Gustavo. A atleta e medalhista olímpica, que hoje ocupa o cargo de presidente da Fundesport (Fundação de Amparo ao Esporte de Araraquara), hoje integra o quadro de carreira do município desde 2019.

Na presidência do Fundo Social de Solidariedade, Cidinha Silva, que é pedagoga, com especialização em psicopedagogia e neuropsicologia e foi agente educacional na Prefeitura de Araraquara por 34 anos. Também esteve presidente do órgão entre 2017 e 2020 e foi reconduzida ao cargo. 

Em 1995, o hoje Procurador Chefe da Prefeitura, Rodrigo Cuttige, ingressava no quadro de servidores da Prefeitura ainda como auxiliar de escritório. Mas, antes, atuou prestando serviços à comunidade na Guarda Mirim, em 1992. Atuou também como assistente administrativo, agente administrativo, auditor fiscal, até passar no concurso como Procurador. Hoje, é o titular da Procuradoria, um dos órgãos de controle do município.

Em outro órgão de controle, a Ouvidoria Geral do Município, a servidora Fernanda Fegadolli Nascimento, que completa 30 anos de Prefeitura em maio deste ano. Servidora do Daae, Fernanda já esteve como Analista Administrativo e Gerente de Licitações e Contratos. Hoje, é o canal oficial de atendimento à população no município.

Josiani Michelli Silva Santos, formada em Ciências Contábeis e servidora da carreira, é a Controladora Geral do Município. Em 2017, o governo Edinho deu um passo à frente de outras administrações ao instalar a Procuradoria. Em 2018, consolidou o processo de transparência e democracia com a eleição da Controladora Geral, que atua com total independência.

Equipe formada para atravessar quatro anos de governo

HISTÓRICO DE SERVIÇOS PÚBLICOS 

Nas Secretarias, outros nomes com histórico de prestação de serviço público. A jornalista e mestre em Políticas Públicas, Priscila Luiz, secretária de Comunicação de 2017 a 2020 e reconduzida ao cargo em 2021, também esteve no quadro de servidores de carreira da Prefeitura. Ingressou em 2004 ainda como agente administrativa. Em 2009 foi convocada no concurso público para Jornalista. Deixou o serviço público pouco depois para se dedicar aos estudos em São Paulo. 

A cientista social e doutora em ciências políticas, Amanda Vizoná, é servidora pública de carreira também, porém do Estado. Esteve secretária de Planejamento e Participação Popular entre 2018 e 2020 e hoje assumiu a Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular.

Juliana Picolli Agatte, graduada em Ciências Econômicas pela Unesp e Mestre em Política Social pela Universidade de Brasília é servidora pública federal, da carreira de Desenvolvimento de Políticas Sociais. Esteve secretária de Planejamento e Participação Popular e Secretária de Gestão e Finanças, entre 2017 e 2020. Foi reconduzida à Pasta de Governo, Planejamento e Finanças.

RECONHECIMENTO

“Nosso governo é formado por mulheres e homens que querem e, principalmente, se dedicam à construção de uma sociedade mais justa, humana e fraterna. Esses profissionais da carreira, todos reconduzidos aos seus respectivos cargos, foram escolhas acertadas e que nos orgulham muito. Mostram que é possível, sim, o reconhecimento ao servidor público que entende seu papel transformador na sociedade e que atua nessa perspectiva. Nas coordenadorias também temos muitos profissionais da carreira e os secretários sabem disso. Talvez nenhum governo da história tenha sido composto com tantos servidores públicos”, disse o prefeito Edinho que também se orgulha pelo fato de, das 15 secretarias, 10 serem administradas por mulheres.