Início Destaques

Numero de lojas virtuais cresceu quase 40% no ultimo ano no Brasil

Empreendedores individuais representam 45% das 930 lojas virtuais do País

353

Entre junho de 2018 e junho deste ano, a abertura de lojas cresceu 40%, segundo a pesquisa de empregos de pagamentos online Pay Pal Brasil. O avanço, no período entre 2017 e 2018 havia sido apenas de 12,5%.

O país já tem 930 mil lojas virtuais. A maiorias delas 88,8%, é de pequeno porte, com até 10 mil acessos por mês, e 44,3% não tem funcionários., pertencendo a pessoas sozinhas, buscando gerar rendas.

A primeira explicação atribui para numero de 12,8 milhões de brasileiro s desempregados. Outra justificativa é a complementação de renda daqueles que já estão empregados com objetivo de melhorar a qualidade de vida dos familiares.

A disponibilidade dos produtos expostos nas redes sociais Facebook, Watsapp e Instagran, exigiu dos usuários buscarem conhecimento sobre o mundo digital para entender as facilidades disponibilizadas.

Uma plataforma de comércio eletrônico chega a ter o custo mensal de R$ 9 reais , também é um fator que contribuiu para o crescimento das lojas virtuais, afirma  André Dias, coordenado do grupo de trabalho de métricas da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico e diretor executivo da rede de avaliação online Compre & Confie.

E-commerce cresceu e torna-se uma nova forma de vender

As empresas também estão se adequando para atender seus clientes com mais facilidade, sem a presença na loja física, o internauta e usuário das redes sociais tem a comodidade de fazer suas compras fazendo uso do computador ou até mesmo do seu aparelho de telefone celular.

Fonte gráfico: Bigdata Corp & Paypal

Para os empresários que estão apostando no e-commerce, o crescimento ocorre em cima de uma infra-estrutura já existente. Usando como exemplo uma das maiores empresas de eletrodomésticos e moveis atualmente o e-commerce representa 40% do faturamento da companhia e segue rumo a ser mais da metade, gerando em torno de R$ 7 bilhões. Tem crescido em média 60% ao ano e é de suma importância para o desenvolvimento geral da empresa.  60% que é vendido na loja são por meio de plataforma digital. A facilidade de ter uma plataforma aberta para que as 5 mil empresas possam vender para os 17 milhões de clientes , afirmou Frederico Trajano, administrador de empresas.

Frederico Trajano

Regulamentação é o pedido dos empresários

A regulamentação do mundo online também é motivo de preocupação para classe empresarial. As empresas inseridas no e-commerce que vendem para seus clientes fisicamente estão concorrendo com empresas que vendem sem nota no ambiente digital. Tem o marketplace que vende 80% dos seus produtos sem nota. É muito difícil para o varejo formal concorrer com informal, disse Trajano.