Início Esporte

AFE e Corinthians empatam pelo primeiro jogo das quartas

54
ferroviaria corinthians jogo

 ferroviaria corinthians jogoTimão marcou aos 43 minutos do segundo tempo

Na noite deste domingo, Ferroviária e Corinthians duelaram na Fonte Luminosa e a partida terminou por 1 a 1, pelo jogo de ida das quartas-de-final do Paulistão 2019.

Os gols saíram apenas na segunda etapa. A Locomotiva abriu o placar aos 9 minutos do segundo tempo em um golaço marcado pelo lateral-direito, Diogo Mateus, em chute de fora da área.

O Timão chegou à igualdade já aos 42 minutos com o atacante Gustavo, que saiu do banco para garantir o empate.

Na próxima quarta-feira, Corinthians e Ferroviária voltam a duelar, às 21h30, na Arena Corinthians, pelo jogo de volta.

Um novo empate levará o jogo para a decisão por pênaltis. Uma vitória simples de um dos times garante a vaga para a semifinal da competição.

O JOGO

Ferroviária e Corinthians iniciaram se estudando muito, mas o time visitante manteve a posse de bola.

Porém, a primeira chega ao ataque foi da Ferroviária. Aos cinco minutos, em boa troca de passes pelo meio, Tony lança para Diego Gonçalves e cruza na área. A bola chega até Lúcio Flávio, que chuta de primeira, mas a bola sai por cima do gol de Cássio.

Aos 12 minutos, a Locomotiva quase abre o placar. Em bela tabela pelo meio entre Arthur e Léo Artur, o meia recebe na meia-lua de frente para o gol e chuta colocado, rasteiro no canto esquerdo, mas a bola sai raspando a tinta da trave esquerda de Cássio, que apenas acompanhou.

O treinador afeano, Vinícius Munhoz, precisou mexer na equipe logo aos 20 minutos. Lúcio Flávio sentiu uma fisgada na perna direita e deu lugar para Thiago Santos.

Aos 33 minutos, o Timão chegou com perigo. Em bola levantada na área, a bola chega até Danilo Avelar, que pega a sobra e cruza. Manoel desvia de cabeça e Vagner Love finaliza quase embaixo do gol chuta. Tadeu faz grande defesa e manda a bola para escanteio.

Na volta do intervalo, Fábio Carille também precisou mexer no time e foi na meta corintiana. Com dores no quadril, Cássio deu lugar a Walter.

Na segunda etapa, a Ferrinha voltou melhor e buscou mais o campo de ataque, encurralando o Corinthians no campo de defesa.

Aos 9 minutos, a Locomotiva abriu o placar na Fonte Luminosa. Léo Artur aciona Diogo Mateus pelo lado direito. O lateral ajeita a bola com carinho e manda um balaço. A bola bate na trave e morre dentro do gol de Walter: 1 a 0.

Melhor na partida, o time da casa quase amplia. Aos 13 minutos, em contra-ataque iniciado por Tony, o volante toca para Léo Artur que abre pela direita para a chegada de Diego Gonçalves. O atacante invade a área e chuta cruzado. Manoel tira a bola em cima da linha e depois fica para defesa tranquila de Walter.

Aos 41 minutos, o Corinthians voltou a chegar com perigo. Através de cobrança de escanteio, a zaga afeana afasta e a bola sobra para Jadson, que lança para Vagner Love. O atacante chuta, mas a bola bate na zaga e sai em escanteio.

No minuto seguinte, o Timão chegava à igualdade. Em saída de bola errada da Ferroviária, Tony passa para Diogo Mateus, que não alcança a bola. Clayson recupera, faz boa jogada, finta o marcador e cruza rasteiro para Gustavo, na pequena área, para balançar as redes: 1 a 1.

Após o gol, a Locomotiva tentou partir para o ataque, mas parou na defesa corintiana. Agora, a decisão será na próxima quarta-feira, em São Paulo.

FICHA TÉCNICA

FERROVIÁRIA 1X1 CORINTHIANS
Local: Estádio Fonte Luminosa, em Araraquara
Data/Horário: Domingo, 24 de março de 2019, 19h
Arbitragem: Vinícius Furlan, auxiliado por Alex Ang Ribeiro e Vitor Carmona Metestaine
Público: 11.781 pagantes
Renda: R$721.880,00
Cartões amarelos: Henrique, Danilo Avelar (Corinthians)
Gols: Diogo Mateus (aos 9’ do 2T) para a Ferroviária; Gustavo (aos 43 minutos) para o Corinthians

Ferroviária – Tadeu; Diogo Mateus, Rayan, Rodrigão e Arthur; Anderson Uchôa, Tony e Léo Artur (Higor Meritão); Felipe Ferreira, Lúcio Flávio (Thiago Santos) e Diego Gonçalves (Uilliam). Técnico: Vinícius Munhoz

Corinthians – Cássio (Walter); Michel, Henrique, Manoel e Danilo Avelar; Ralf (Jadson), Júnior Urso e Sornoza; Pedrinho (Gustavo), Vagner Love e Clayson. Técnico: Fábio Carille

Crédito da foto: Ton Magno