Início Esporte

Paulo Pelaipe deixa o cargo de executivo de futebol do São Caetano

Ex-diretor executivo teria declarado aos jogadores que Saul Klein influenciou em sua saída do Azulão

24
Paulo Pelaipe deixou a diretoria do Azulão - Crédito: Reprodução

O São Caetano surpreendeu e anunciou na tarde desta quinta-feira a saída do diretor executivo de futebol, Paulo Pelaipe.

Em nota divulgada, Pelaipe declarou que a saída foi por conta dos problemas financeiro em que o clube passa devido ao pelo difícil momento envolvendo a pandemia do coronavírus (COVID-19). Márcio Griggio, diretor de futebol da base, assume o cargo no momento.

“Quero deixar bem claro que os problemas financeiros do clube, agravados por conta da Covid-19, me fizeram tomar a decisão de chegar a um acordo com a direção e com o patrono do São Caetano, para que eu não causasse um prejuízo maior à dívida do clube, deixando meu cargo”, declarou.

“Gostaria de agradecer a todos os funcionários, comissão técnica, jogadores e a torcida do clube. Esse período foi de grande aprendizado e levarei comigo a torcida para que o time tenha muito sucesso onde estiver”, completou o ex-dirigente do Azulão.

A declaração acaba sendo uma resposta sobre um suposto rumor que culminou em sua saída. De acordo com o jornalista, Luciano Luiz, da TV+, do ABC, Pelaipe teria dito ao grupo de jogadores, por meio de mensagens, que a sua saída foi pela “falta de palavra de Saul Klein”, um dos investidores da MS Sports, que gere hoje a Ferroviária.

Paulo Pelaipe foi anunciado pelo São Caetano em janeiro deste ano após ter deixado o Flamengo, o qual ajudou a montar o elenco campeão da Libertadores e do Brasileirão do ano passado.

Com o desafio de ser diretor executivo pelo Azulão, deixa a equipe na sexta colocação da Série A2 do Paulista com 18 pontos, restando ainda mais sete jogos para o término da primeira fase, e trabalhava na montagem do elenco para a Série D do Brasileiro.