Início Destaques

Bolsonaro e Edinho trocam farpas em meio à doação de alimentos

O presidente criticou na madrugada de quinta-feira a “política do fique em casa que a economia a gente vê depois”; prefeito rebateu no final da tarde com “a fome se combate todo dia, sem humilhar as pessoas que precisam”

841
Bolsonaro cutucou Edinho, que respondeu à provocação

A doação de 100 toneladas de alimentos que beneficiou cerca de 14 mil pessoas na Ceagesp em Araraquara durante a quinta-feira (29) teve seu viés político aguçado após comentário do presidente da República Jair Messias Bolsonaro logo às 4h30 da madrugada, assim que o comboio de caminhões com hortifrútis partiu de São Paulo.

Nas redes sociais, o presidente alfinetou o prefeito de Araraquara Edinho Silva. Com imagens dos caminhões trazendo alimentos, ele disse: “Nesse momento um comboio parte da CEAGESP rumo a Araraquara/SP, levando alimentos para aqueles que perderam renda vitimados pela política do ‘fique em casa que a economia a gente vê depois’”.

Já no final da tarde, às 18h30, Edinho rebateu a indireta: “A fome se combate todo dia, sem humilhar as pessoas que precisam. Araraquara tem programas sociais que funcionam todo dia para cuidar das pessoas com vulnerabilidade, não em um dia. Todos os dias, meses e anos. É assim que se faz políticas públicas verdadeiras, sem nenhum interesse político ou de politicagem.”

O chefe do Executivo salientou que pessoas dormiram em uma fila pra pegar um saco de alimento, mas ponderou que a ação pode ser elogiada. E concluiu com os números de distribuição de cestas básicas de janeiro a abril no município. “Foram 173. 536 mil cestas, 250 mil quilos de alimentos e 55 mil pessoas atendidas”, finalizou.