Início Agronegócio

12 razões para abastecer o carro com etanol

O biocombustível mais limpo do mundo tem mais benefícios do que você imagina

37

O etanol ganhou a cena na matriz dos combustíveis no País e está moldando os hábitos dos motoristas. Não é por menos que a frota brasileira de carros seja composta por mais veículos flex fuel. Dos 38,2 milhões de automóveis no País, 78,6% possuem esse tipo de tecnologia. Com base em dados da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica) e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o AgroSaber preparou uma lista interessante das 12 razões pelas quais todos deveriam abastecer seus carros com etanol, o combustível mais limpo do mundo. Confira e #vádeetanol!

1ª razão: ♻️ Proteção ambiental

O etanol é o um combustível que emite menos gases poluentes em comparação aos combustíveis fósseis como a gasolina. Ao optar por o etanol ao invés da gasolina as emissões de gases de efeito estufa (GEE) reduzem-se em cerca de 90%. Nos últimos 17 anos, o uso do etanol impediu que mais de 515 milhões de toneladas de CO2 fossem lançados na atmosfera.

2ª razão: 🏃‍♀️ Maior qualidade de vida e saúde

Um estudo da Universidade de São Paulo concluiu que o uso do etanol nas oito principais regiões metropolitanas do Brasil tem sido responsável pela redução de quase 1,4 mil mortes e a queda de cerca de nove mil internações anuais provocadas por problemas respiratórios e cardiovasculares associados ao uso de combustíveis fósseis. Trata-se de uma economia de R$ 430 milhões por ano para o sistema de saúde pública e privada. Isso porque o etanol evita a emissão de uma série de poluentes nocivos à saúde, incluindo o material particulado fino.

3ª razão: 🦠 Proteção contra a Covid-19

Lembre-se que antes de ir para a bomba dos postos de combustíveis, parte do etanol brasileiro ajuda no combate da Covid-19. As usinas da Unica foram as primeiras empresas a entrar na luta contra a pandemia do novo coronavírus com a doação de álcool 70%. Foram mais de cerca de 1,3 milhão de litros de álcool doados para órgãos de saúde de São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Santa Catarina, Paraná, Ceará e Bahia.

4ª razão: 🚗 Melhor para o carro

Mesmo misturado à gasolina, o etanol faz bem, sim senhor. Desde 2015, a mistura de 27% de etanol está regulamentada pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). A combinação dessa mistura é altamente benéfica porque o etanol funciona como um antidetonante da gasolina nessas proporções, ou seja, ele aumenta o seu índice de octanagem, resistindo a maiores compressões, porque o poder calorífico do etanol é menor.

5ª razão: 👨‍🌾 Melhor para o campo

O abastecimento com o biocombustível mais limpo do mundo mantém o produtor no campo, gerando riqueza para o País. São cerca de 70 mil produtores rurais independentes que lidam com o plantio de cana-de-açúcar.

6ª razão: 👷‍♀️ Geração de empregos

O setor sucroenergético é responsável por empregar cerca de 2,3 milhões de trabalhadores no País, que se beneficiam direta ou indiretamente da cadeia da cana-de-açúcar.

7ª razão: 📝 Melhora na capacitação de trabalhadores

O setor produtor de etanol e açúcar possui um grande trabalho na capacitação dos trabalhadores que atuavam na colheita de cana. O corte, que antes era manual, passou a ser prioritariamente mecanizado na maioria dos Estados produtores. Há dez anos o setor criou o programa RenovAção, que capacitou e requalificou cerca de 6,5 mil trabalhadores. Muitos deles hoje colhem cana pilotando máquinas de altíssimo nível tecnológico e com melhor qualidade de vida.

8ª razão: 💵 Fortalecimento da economia local

A área plantada por cana-de-açúcar ocupa apenas 1,2% do território brasileiro, cerca de 8,4 milhões de hectares pelo País, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento. São 360 usinas que processam essa plantação, beneficiando cerca de 1.200 municípios brasileiros. Isso é geração de renda real. Segundo um estudo da Esalq/USP, nas cidades onde existe uma usina, a renda per capita, ou seja, o quanto cada pessoa ganha no município por ano, aumenta US$ 1.000. Naquelas que não tem a usina, mas tem cana plantada, o aumento é de US$ 400 dólares na renda per capita por ano.

9ª razão: 💰 Fortalecimento da economia do Brasil

O etanol carrega o benefício econômico próprio de setores como o da cana-de-açúcar e como o de milho também. O Brasil é o segundo maior produtor global de etanol logo atrás dos Estados Unidos. Na safra 2019/2020, o volume produzido atingiu o recorde de 35,58 bilhões de litros. Desse total, 1,62 bilhão de litros foram produzidos a partir do milho. Este ano, a cana-de-açúcar pode representar ganhos nas fazendas em cerca de R$ 63,2 bilhões, segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). valor bruto movimentado pela cadeia sucroenergética supera US$ 100 bilhões, com um PIB de aproximadamente US$ 40 bilhões (montante equivalente a cerca de 2% do PIB brasileiro).

10ª razão: 🔬 Inovação em pagamento por serviços ambientais

O combustível mais limpo do mundo abre o mais novo mercado de Crédito de Descarbonização (CBIO), criado pela Política Nacional de Biocombustíveis, mais conhecida como Renovabio. Empresas ou indústrias que precisam compensar suas emissões de gases de efeitos estufa podem comprar CBIOs que são vendidos na bolsa de valores B3. Cada CBIO significa o sequestro de 1 tonelada de CO2 do ar. Até 2029 é estimado o sequestro de 529,85 milhões de toneladas de CO2.

11ª razão: 👨‍👩‍👧‍👦 Promoção de ações sociais

Quem abastece com etanol mantém vivo o sonho de milhares de crianças, adolescentes e adultos que participam de projetos desenvolvidos pelas usinas. Para muitos é a única oportunidade de um futuro melhor. Conheça algumas dessas iniciativas desenvolvidas pela RaízenTereos e o Grupo São Martinho.

12ª razão: 🇧🇷 Orgulho de ser brasileiro

Sabia que a maior frota da carros flex fuel é a do Brasil? São 30 milhões de veículos com motores à combustão de qualquer combinação de gasolina e etanol. Nenhum outro país tem uma frota como a brasileira. E saiba que o movimento flex fuel está crescendo no mundo. Já está presente nos Estados Unidos e França, e futuramente deve ser realidade na Índia, Tailândia, China e em demais países.

Fonte: AgroSaber