Início Agronegócio

Citricultura aumenta contratações em 15,8% entre janeiro e setembro

De janeiro até setembro, o município que mais gerou vagas de trabalho na citricultura foi Bebedouro, com 3335 contratações

10
As demissões no setor foram 5,8% menores neste ano

As contratações formais na citricultura, registradas em 2019 (período entre os meses de janeiro e setembro), tiveram um aumento de 15,8% em relação ao mesmo período do ano passado, conforme dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) nesta semana. Na citricultura, as admissões somaram 42.200.  Em 2018, foram 36.427 vagas abertas no período.

As demissões no setor foram 5,8% menores neste ano em relação ao mesmo período do ano anterior, somando 34.334 (em 2018, entre janeiro e setembro, 36.375 trabalhadores foram dispensados). Já a movimentação geral (admissões e demissões registradas no período) chegaram a 76.534, que é 5% acima do registrado em 2018, 72.802.

As vagas no setor citrícola começaram a aumentar no mês de maio (9.660) e tiveram seu auge em junho, com a admissão de 10.011 trabalhadores, devido ao início da safra. No Brasil, a safra da laranja começa em julho e termina em junho do outro ano.

De janeiro até setembro, os municípios que mais geraram vagas de trabalho na citricultura foram Bebedouro, com 3335 contratações, Mogi Guaçu, com 2718 admissões e Colômbia com 2684 vagas. Todas essas cidades estão localizadas no Estado de São Paulo. Em quarto lugar, vem o município de Comendador Gomes, em Minas Gerais, com 2443 contratações.

Fora do eixo do Cinturão Citrícola, cidades do Paraná e da Bahia constam como os maiores empregadores na citricultura.