Início Agronegócio

ICMS em São Paulo: custo de produção agrícola pode subir até 15%

Para o professor de economia da USP, o gasto para os produtores será maior dentro e fora da porteira

41

Entrou em vigor nesta sexta-feira, 1, a cobrança de ICMS sobre produtos e insumos agropecuários para o estado de São Paulo. Adubos e fertilizantes, milho em grão, farelo de soja, sementes, produtos veterinários, defensivos e rações são alguns dos itens que passam de isentos para uma taxa de 4,14%.

Segundo o professor de economia da Universidade Federal de São Paulo (USP), Celso Grisi, mesmo ao isentar alguns itens da cesta básica, como o arroz, a cobrança de imposto vai aumentar o custo de produção para algumas culturas agrícolas.

“A alta dos custos deve ficar entre 10% a 15%. São gastos que ser ão maiores tanto dentro, quanto fora da porteira, uma vez que o preço do diesel também vai subir com a alta do ICMS”, afirma Grisi.

Ainda de acordo com ele, a fruticultura e as lavouras de proteína vegetal serão as mais afetas com a elevação de impostos. “Isso continuará roubando a margem dos produtores, que já vem comprometida há algum tempo”, ressalta.

Fonte: Canal Rural