Jovem Agricultor do Futuro forma turma no “Bela Vista”

No Assentamento Bela Vista da antiga Usina Tamoio - vinte novos agricultores estão prontos para o mercado de trabalho após serem capacitados pelo SENAR e Sindicato Rural

103

A tarde de 11 de dezembro foi um marco para a primeira turma de formandos do Programa Jovem Agricultor do Futuro, do Assentamento Bela Vista, cujos participantes receberam certificados após 600 horas de curso.

Com foco na formação profissional e integração social, o Jovem Agricultor do Futuro – programa do SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) visa resgatar nos jovens o amor ao campo que é parte do seu cotidiano.

“Muitos jovens não querem saber da agricultura, querem ir para a cidade e o programa faz esse resgate; no início tínhamos um dos alunos que não sabia fazer um canteiro, não gostava de terra, e hoje ele é nosso guardião da horta” – diz a instrutora

O programa é destinado a jovens, que tenham idade mínima de 14 anos e máxima de 17 anos e onzes meses, que estejam estudando ou tenham completado o Ensino Fundamental.

Silvani Silva, coordenadora da Agricultura falando com os formandos

DIFERENCIAIS

A duração do programa é de 150 dias letivos, divididos em 9 módulos, e tem as aulas ministradas no período da manhã ou da tarde, totalizando carga horária total de 600h. As aulas no Assentamento Bela Vista foram ministradas pelas instrutoras do SENAR, chamadas carinhosamente pela comunidade de “as Marianas”, sendo a psicóloga Mariana Torres de Camargo Leite Freitas ( responsável pelo conteúdo pedagógico), e a Bióloga Mariana Crespo Melo (conteúdo da parte técnica).

Além do trabalho das duas instrutoras, acontecem também algumas oficinas que tratam de temas mais específicos, podendo ocorrer a contratação de serviços especializados para ministrar aulas de Tecnologia da Informação, Promoção da Saúde e Marketing e Comercialização.

João Henrique de Souza Freitas, coordenador regional do Senar

COMPANHEIRISMO

Mariana Freitas conta também que há em uma de suas oficinas chamada de “Ação Comunitária”, um tema onde os alunos têm que fazer algo pela comunidade; neste ano o trabalho escolhido foi a reforma da casa que abriga o curso, reuniões da associação de moradores, entre outros acontecimentos do assentamento. “Nós ganhamos uma lata de tinta de um dos parceiros do Senar e começamos a reforma. Limpamos, lixamos, passamos massa corrida e pintamos o espaço que é utilizado por todos, pois a sala estava necessitando muito. Com esse movimento dos alunos a Prefeitura de Araraquara ficou sabendo que estava acontecendo à pintura e acabou entrando com a reforma geral da casa. Temos agora um espaço novo, reformado com a força do Jovem Agricultor que já trabalha pelo futuro.

Participaram do evento o coordenador regional do Senar, João Henrique de Souza Freitas, o vice-prefeito Damiano Neto e a Coordenadora Municipal da Agricultura Silvani Silva que ressaltou a confiança e a credibilidade que ela tem nos jovens do assentamento para que história do local se perpetue.