Início Agronegócio

Ministro da Agricultura, reforça no Cairo ‘forte interesse’ do Brasil em ampliar importação de fertilizantes

Vários empresários demonstraram interesse em fornecer fertilizantes para o Brasil. O Egito tem uma boa expressão na oferta de fertilizantes nitrogenados e potássicos, além de suas misturas em fertilizantes especiais

20
Brasil sentindo a falta do fertilizante

O ministro da Agricultura, Marcos Montes, reforçou nesta segunda-feira (9), no Cairo, Egito, o forte interesse do Brasil em aumentar as importações de fertilizantes do País. Conforme nota da pasta, Montes deu a declaração ao participar da abertura do Fórum Brasil-Egito, promovido pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira. “Desejamos aprofundar os laços que nos unem ao povo egípcio e o comércio é uma das formas de fazer isso”, disse, e continuou: “Com a adequada oferta de fertilizantes, atingiremos as metas da FAO para a oferta de alimentos para o mundo em 2050”.

No evento, segundo o ministério, foi apresentado o Plano Nacional de Fertilizantes e as expectativas para o abastecimento de nutrientes para a agropecuária a longo prazo. “Vários empresários demonstraram interesse em fornecer fertilizantes para o Brasil. Também foi debatida a necessidade de reforçar a aproximação entre empresários e investidores de ambos os países para viabilizar os negócios”, diz a nota.

O Egito tem uma boa expressão na oferta de fertilizantes nitrogenados e potássicos, além de suas misturas em fertilizantes especiais, mas ainda sem grande expressão no mercado brasileiro.

Nos próximos dias, Marcos Montes deverá se reunir com o vice-ministro da Agricultura do Egito, Moustafa El Sayeed, e com o ministro do Abastecimento, Aly Al Moselhy. A agenda internacional terá duração até o fim da semana com reuniões técnicas e políticas com países árabes da África e Oriente Médio.

No sábado (6), durante visita à Jordânia, Montes anunciou que a empresa jordaniana Arab Potash Company vai ampliar a exportação de potássio para o Brasil e abrir um escritório no País. A empresa é a oitava maior produtora de potássio do mundo em volume.(Broadcast)