Início Agronegócio

Ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles explica sua fala de “Passar a Boiada”

Normas infralegais que deveriam ser revisadas porque se tornaram obsoletas, argumenta titular da Pasta do Meio Ambiente

53
Ministro Ricardo Salles

No vídeo da reunião ministerial de 22 de abril divulgado na última sexta-feira, no qual em uma das falas o Ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles sugeriu que o governo aproveitasse o foco da cobertura de imprensa ao coronavírus para “passar a boiada” e mudar normas, o ministro do Meio Ambiente, explicou nesta segunda-feira (25) em entrevista ao UOL que o momento permite que sejam feitas mudanças de forma mais “serena”.

Ricardo Salles afirmou que “neste momento, o que disse na reunião, quando há menos tensão e mais atenção a covid 19, você pode fazer essas mudanças de forma serena, mais equilibrada”.

O ministro justificou que não quis dizer que a pandemia é uma oportunidade, mas a forma como a imprensa tem feito a cobertura, segundo Ricardo Salles “não tem problema nenhum sobre a cobertura da imprensa. Mas o volume de crítica, o nível de manipulação, isso atrapalha enormemente. Não é cobertura justa. É militância. E isso atrapalha muito”.

“O que temos observado nos últimos tempos: a cobertura da imprensa, que é democrática e não incomoda, mas tem uma cobertura ativista, que desinforma a sociedade. Não é verdade que somos insensíveis. O que eu falei ali é que seria hora efetivamente de revisar as regras normativas”.

O ministro disse que se referia “às normas de 10, 20, 30 anos atrás, acerca de competitividade do Brasil, ou seja, custo Brasil”.

“Normas infralegais que deveriam ser revisadas porque se tornaram obsoletas. Normas que travam o desenvolvimento e a geração de empregos”, completou.