Início Agronegócio

Quando a Onça faz parte da solução

A presença dos felinos é uma indicação da qualidade da biodiversidade das matas de uma propriedade.

12

Em 2018, onças pintadas mataram 962 cabeças de gado nas pastagens de uma fazenda de Mato Grosso. Problema? Ao contrário, solução.

A presença dos felinos é uma indicação da qualidade da biodiversidade das matas de uma propriedade. O resultado foi que, esse fato, associado a uma série de boas práticas na fazenda, levaram o fundo holandês &Green a se interessar pela atividade que a fazenda desenvolve. O fundo acaba de fazer um pacto financeiro com ela.

A fazenda é a Roncador, localizada no município de Querência (MT) no Vale do Araguaia. Ela terá um financiamento de US$ 10 milhões (R$ 50 milhões) do fundo, com juros de 2,95% ao ano, bem abaixo do patamar de mercado.

Há uma década, ela apresentava desgaste do solo e a atividade agropecuária já não tinha mais lucratividade.

Com gestão, tecnologia e sustentabilidade houve uma drástica evolução da produtividade, que hoje supera em 41 vezes a dos tempos de solo degradado, diz Pelerson Penido Dalla Vecchia, presidente do Grupo Roncador.

As vantagens do empréstimo são o período de oito anos para o pagamento e a taxa de juro de 2,95% ao ano. Esse é o primeiro empréstimo no Brasil feito pelo fundo, que já tem outros dois projetos ligados a borracha na Indonésia.

Entre as cláusulas do contrato estão a recuperação de pastagens degradadas, a proteção de 70 mil hectares de mata nativa e a recuperação e 200 hectares de floresta.

A fazenda, que mantém um viveiro com 44 mil mudas de espécies nativas, foi a primeira no país a obter o certificado de proteção das onças pintadas.

Dessa forma as 962 cabeças de gado abatidas por Onças em 2018 ao invés de prejuízos reverteram capital para a Fazenda se estruturar e voltar a ter lucros com suas atividades.