Início Agronegócio

Sede da Aprosoja BR é invadida e vira alvo de vandalismo

Os atos de depredação na sede da Aprosoja foram realizados pela Via Campesina; entidade ligada ao Movimento Sem Terra (MST)

52
O ato foi organizado pela Via Campesina, que se apresenta como “um movimento internacional que coordena organizações camponesas de pequenos e médios agricultores”

O prédio, que também abriga a Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho), foi invadido, quebrado e pichado pelos vândalos. Os prejuízos ainda não foram calculados.

O ato foi organizado pela Via Campesina, que se apresenta como “um movimento internacional que coordena organizações camponesas de pequenos e médios agricultores”. A entidade declarou que a ação teve participação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM), Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Pastoral da Juventude Rural (PJR), Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Movimento de Mulheres Camponesas (MMC), Coordenação Nacional de Articulação de Quilombos (CONAQ) e Movimento das Pescadoras e Pescadores Artesanais (MPP).

De acordo com a Via Campesina, os atos fazem parte da “Jornada Nacional da Soberania Alimentar: Contra o Agronegócio para o Brasil não passar fome”. Além de Brasília, também foram realizados ações em Recife (PE), Vitória (ES), Porto Velho (RO) e Florianópolis (SC).

Segundo a Via Campesina, “a ação, que contou com a participação de cerca de 200 camponeses e camponesas, denunciou o protagonismo que o agronegócio cumpre no crescimento da fome, da miséria e no aumento do preço dos alimentos no Brasil”.

NOTA DA FRENTE PARLAMENTAR DA AGROPECUÁRIA

A Frente Parlamentar da Agropecuária informa que é contra qualquer ato de vandalismo.

Instigar a animosidade social e/ou entre setores é o que menos precisamos neste momento em que o Brasil tenta resgatar seu crescimento, a geração de empregos e renda, combater a fome e a miséria, ampliadas em virtude da pandemia mundial.

Ressalta-se que a agropecuária possui os melhores indicadores econômicos e sociais do país, apresentando a maior geração de novas vagas de trabalho dos últimos 10 anos.

A divisão do Brasil não ajuda no desenvolvimento de soluções e políticas que precisamos urgentemente construir, com vistas a um futuro melhor, com diálogo e segurança.

Somos todos brasileiros. Queremos um só Brasil: com emprego e renda, sem fome!

Dep. Sérgio Souza (MDB-PR)
Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária