Início Agronegócio

SENAR-SP indica 5 passos para iniciar uma fazenda de gado de leite

Ramo pode ser atrativo porque apresenta potencial para melhorar a renda da propriedade e requer baixo investimento inicial

38
O importante é a qualidade do leite levado ao consumidor

O Brasil é um dos maiores produtores de leite no mundo, pois soma uma média de 35 bilhões de litros produzidos a cada ano, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Esse ramo de atividade pode ser atrativo porque apresenta bom potencial para melhorar a renda da propriedade, mas demanda baixo investimento inicial. Abaixo, preparamos uma lista com os 5 passos para começar uma fazenda de gado de leite.

Confira!

Lugar adequado

Seja para uma produção pequena ou para quem pensa em expandir os negócios futuramente, é preciso escolher um local com todo o espaço necessário para pastagem e acomodação dos animais, como curral e estábulo. Para uma produção de pequeno porte é recomendado o uso de 1 hectare de terra no mínimo.

Estar perto de estradas para escoamento do produto e de rios com água adequada para consumo dos bois também faz a diferença para o sucesso da produção.

Planejamento é tudo

Busque capacitação nos cursos oferecidos pelo SENAR-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de São Paulo) no sindicato rural de seu munícipio. Dessa forma, você terá conhecimento para evitar erros no manejo do gado leiteiro e, consequentemente, reduzir perdas no leite.

Além disso, faça um planejamento operacional, que na prática é botar na ponta do lápis (ou numa planilha digital) tudo o que você necessita para a produção. Especialmente seus gastos.

Outra questão para ser planejada é a logística. Trace a rotina da sua propriedade, incluindo materiais que chegam e saem, cotidiano de trabalhos e o contato com fornecedores e compradores. Com tudo isso em mente, a atividade deve fluir de forma clara.

Infraestrutura necessária

Como estrutura mínima, o produtor precisa ter cerca de 2,5 metros quadrados por cabeça, uma vez que o bem-estar animal tem influência sobre a produtividade. Quanto melhor a qualidade de vida dos bois, mais produtivos eles serão. Cochos e bebedouros higienizados também são importantíssimos para os bovinos.

Além disso, invista em boas ferramentas de transporte, seja para o produto que você está comercializando ou para os insumos que sua propriedade precisa. Boas ferramentas de ordenha são itens essenciais.

Cuidados com o gado

A atenção com os animais começa na escolha de raças que mais se adaptam ao clima de sua região e, claro, com as espécies mais adequadas para a produção de leite. Clique aqui para conferir nossa lista de melhores raças de gado de leite.

Junto a um profissional veterinário, defina a alimentação ideal para o rebanho, pensando no equilíbrio entre custo e valor nutricional. Já no trato dos animais, a higiene evita contaminações do leite.

Uso de tecnologia

A má gestão de recursos é o principal inimigo do produtor. Por isso, consulte o SENAR-SP e os sindicatos rurais sobre soluções tecnológicas como aplicativos e outras ferramentas para acompanhamento da produção em sua propriedade. Assim, você consegue saber sobre a saúde de seus animais, controla os gastos e ainda armazena dados para acompanhar sua produtividade com o passar do tempo.