Início Artigo

O que dizer à essas mulheres: as Mães!

Por Maria Emília Souza Taddei

126

Estamos adentrando maio, o mês que homenageia um grupo muito especial de pessoas: as Mães.

O Dia das Mães, enquanto data comemorativa, surgiu na primeira década do século XX em 1.905, através de Anna Jarvis, cujo intento era homenagear a sua mãe, Ann Jarvis, conhecida por realizar trabalho social, durante a guerra, de assistência e orientação às famílias para que, elas tivessem boas condições sanitárias evitando assim doenças.

Anos depois em 10 de maio de 1908, ela conseguiu que fosse celebrada uma missa em homenagem às mães na Igreja Metodista Andrews e em 1914, o Congresso norte-americano estabeleceu o segundo domingo de maio como o dia para a celebração, exatamente como forma de homenagear todas as mães. Em breve tempo, mais de 40 países adotaram a data, assim também o Brasil.

Mas, não é tarefa fácil encontrarmos as palavras certas pra dizermos às nossas mães e assim, homenageá-las nesse dia especial, não é mesmo!

São muitos sentimentos que, vão se aconchegando em nosso peito e formam ao longo da nossa vida um enorme emaranhado de amor, expresso das mais variadas formas, dificultando pra gente qualquer tipo de expressão que, ao menos resuma o que sentimos por elas.

Afinal, as mães são aquelas que acolhem em seus braços, os filhos do amor, os filhos das perdas, das dificuldades, das guerras, sejam elas quais forem.

São mulheres que, sabem abrir seus corações pra doarem amor de forma incondicional, à toda sorte de filhos sejam eles paridos, acolhidos, recebidos, bem formados ou com imperfeições. Não importa como chegaram até elas, querem apenas outorgar-lhes o seu amor.

Porque é disso que são feitas as Mães, essas mulheres verdadeiramente especiais, com o dom de serem doação de amor, a qualquer custo!!!

Ser mãe não é fácil, eu sei! Não é simples, não é felicidade a todo o momento…

É sim uma vida inteira, após a maternidade, dedicada ao outro, para ensinar o filho, entusiasmá-lo, encorajá-lo, prepará-lo pra enxergar a vida com bons olhos, com força para o trabalho, com amor ao próximo.

O que, nesse mundo, dá pra nós a sensação de amparo sempre, de carinho infinito, de felicidade plena, senão o afago das nossas mães!!!

Cada uma delas é capaz de especializar-se naquilo que for necessário. Por exemplo, as mulheres que, fazem parte desse universo agro, são as “mães do agro”, mulheres que sabem o que é madrugar pra servir o café pra família que, sai cedo pra lida diária no campo.

São aquelas mulheres que conversam com a sua “forma própria de espiritualidade” e acendem velas pra pedir a chuva sobre o solo adubado, que rezam pra sair o sol e a semente recém-plantada germinar.  À noite ajudam os companheiros, a família, a fazerem os cálculos pra gerir a propriedade. Algumas delas estão juntas aos maridos, nas tomadas de decisões necessárias e outras, sozinhas, vão ao banco em busca de apoio financeiro pra investimentos. São mulheres que, conhecem a luta do proprietário e do trabalhador rural, pra manterem os compromissos em dia e ganharem juntos, a vida.

Enfim, nós, mães do agro, ou quaisquer “outras” mães somos as mulheres que, ajeitamos tudo o que está ao nosso alcance, para que, nós e nossos queridos possamos conviver com as imposições que, a vida nos faz, da maneira mais suave possível.

Estamos sempre ali, para quem precisar de nós, sem pedirmos arrego, mas ficamos extremamente felizes quando um filho nos dá um beijo!!!

Então meus queridos creio que, nesse dia das mães não é preciso procurar o que dizer para essa mulher tão especial, basta apertarem seus corações junto ao delas num grande e afetuoso abraço, que elas ficarão radiantes e pra nós cujas mães não estão mais aqui nesse mundo estou certa de que se pusermos carinhosamente as mãos em nosso peito iremos sentir seu coração batendo acelerado junto ao nosso…

Feliz dia das mães a todas essas mulheres maravilhosas!!!

*Maria Emília Souza Taddei, é empresária do agronegócio, associada do Sindicato Rural e integrante do Grupo Mulheres do Agro Araraquara

**As opiniões expressas em artigos são de exclusiva responsabilidade dos autores e não coincidem, necessariamente, com as do RCIARARAQUARA.COM.BR