Centro de Estabilização do Melhado dará suporte às UPAs no combate à covid-19

Com a devolução da igreja que cedeu seu espaço durante a pandemia, leitos serão transferidos para uma ala da unidade de saúde do Melhado

47

A partir desta segunda-feira (16), o Centro de Estabilização do Melhado, passa a receber os casos suspeitos de coronavírus, de acordo com a Secretária de Saúde Eliana Honain, que recebeu a imprensa nesta quinta-feira (12), para apresentar o local.

Após a devolução da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, na Vila Xavier, os leitos da enfermaria usados no imóvel da igreja foram colocados na nova unidade de saúde.

Uma ala já está pronta para receber os pacientes

O Centro receberá os casos suspeitos que necessitem de internação, liberando assim, os leitos da Santa Casa e do Hospital de Américo Brasiliense para casos mais graves e cirurgias eletivas.

Para o início de atendimento aos pacientes com suspeita da covid-19 foram colocados no Centro de Estabilização 21 leitos. Ao todo a unidade de saúde vai comportar 33 leitos, após o termino das obras que devem chegar ao fim na segunda quinzena de Dezembro.

21 leitos individuais foram montados com equipamentos trazidos da Igreja

Depois de pronta, a unidade de saúde atenderá pacientes que precisam de diagnóstico e também casos mais simples. Também funcionará no local exames como tomografia, raio-x, ultrassom, endoscopia, e um laboratório, sendo assim, um suporte para as UPAs e liberando leitos na  Santa Casa com internações para casos graves.

O antigo Pronto Socorro do Melhado foi fechado em 2012 pelo governo anterior. Agora transformado em Centro de Estabilização teve suas obras viabilizadas por meio de recursos do Ministério da Saúde, que liberou R$ 8 milhões.