Início Cidade

Covid-19: Taxa de letalidade em Araraquara é de 0,8%

De acordo com os dados apresentados pelo Governo do Estado de São Paulo nesta sexta-feira, Araraquara é o 38° município paulista com mais casos de infectados pelo coronavírus

85
Mapa do Estado e os casos de coronavírus anunciados pelo governo nesta sexta-feira

De acordo com os dados apresentados pelo Governo do Estado de São Paulo nesta sexta-feira, Araraquara é o 38° município paulista com mais casos de infectados pelo coronavírus

O balanço apresentado pelo governo paulista nesta sexta-feira (14) mostra Araraquara com 2.651 casos para Covid-19; no Estado de São Paulo são 686.122 casos e 26.613 óbitos confirmados do novo coronavírus. Entre o total de casos diagnosticados de COVID-19, 461.041 pessoas estão recuperadas, sendo que 80.279 foram internadas e tiveram alta hospitalar.

Com estes números a nossa cidade está em 38° lugar no ranking dos municípios atingidos desde março pela pandemia com uma taxa de letalidade de 0,8%, proporção entre o número de mortes pela doença e o número total de doentes que vem sofrendo com a propagação, ao longo deste período de contaminação.

O Estado de São Paulo é composto por 645 municípios e no caso de Araraquara, dentro do ranking, podemos considerar uma cidade com índice razoavelmente alto, vindo logo a seguir Embú das Artes que soma 2.648 contaminados pela doença. Mas, com taxa altíssima de letalidade: 5,1%.

Posição de Araraquara no ranking paulista – 38° lugar

Na região de Araraquara, de acordo com as estatísticas, Américo Brasiliense tem 323 casos, 4 mortes e uma taxa de letalidade de 1,2%; Matão apresenta menos casos (293), mas em contra-partida mais mortes (8) que lhe dá um TL de 2,7%. O município de São Carlos em relação a Araraquara tem menos casos desde o começo da pandemia – somando 1.744. Porém, com 30 mortes, São Carlos tem uma taxa de letalidade que chega a 1,7%, praticamente o dobro de Araraquara. Isso significa que existe uma recuperação mais acentuada de pacientes infectados em nossa cidade.