Início Cidade

Garota de 13 anos ainda aguarda retorno ao Ceará

Adolescente está em lugar seguro em Araraquara e pela impossibilidade da família vir buscá-la é aguardada passagem que já foi autorizada pelo governo do Ceará.

57

Sob a guarda do Conselho Tutelar e da Vara da Infância e da Juventude, a menina de 13 anos trazida para Araraquara por um vigilante de 30 anos que acabou sendo encontrado morto na Cadeia Pública de Santa Ernestina, na segunda-feira passada (22), aguarda autorização e passagem para ser enviada pelo seu Estado de origem (Ceará) para retornar ao convívio dos seus familiares.

A conselheira Alexandra Zachi, responsável pelo caso e acompanhamento da menor, disse no final de semana ao Portal RCIA que ela está – em lugar seguro, onde tem recebido a atenção que o seu caso requer, aguardando tramites burocráticos. Mas que ao regressar para sua cidade, Itapebussu, distrito de Maranguape, Ceará, estará também sob os cuidados do Conselho Tutelar do município para tratamento através de psicólogos.

Foi do distrito de Itapebussu que ela fugiu de casa e veio morar em Araraquara, no bairro da Vila Xavier. A fuga da garota foi marcada por dois anos através das redes sociais e se deu na madrugada de 5 de junho. O vigilante foi preso no dia 19 e responderia por sequestro e estupro de vulnerável. No entanto, três dias depois foi encontrado morto na cela.

Segundo a conselheira a garota está bem e que o encaminhamento segue questões burocráticas mantidas entre dois estados: “A parte que nos compete está sendo feita da melhor maneira possível e por se tratar praticamente de uma criança os cuidados são redobrados com a certeza de que tudo caminhará bem”.