Início Cidade

Invasões em áreas esportivas levam monitores de volta ao trabalho em Araraquara

Depredações, furto de fios e aparelhos, telas de segurança estouradas, são evidências de que é necessário monitores nas praças para orientar população

287

A Secretaria de Esporte e Lazer convocou professores de Educação Física e Monitores, em regime de escala, para que fiquem nas áreas de lazer da cidade embora fechadas ao público, para que orientem as pessoas que insistem em fazer atividades físicas nos próprios públicos, além de depredações, furto de aparelhos e fiação. Muitos idosos que deveriam neste momento estar em suas casas tem ido até as áreas de lazer para fazer atividades físicas.

A convocação para o trabalho não agradou aos servidores que estavam cumprindo medida de isolamento social recomendada por autoridades sanitárias federais e estaduais, e prevista na normativa municipal.

O Sismar entrou com uma ação no Ministério Público do Trabalho questionando esta convocação, alegando inclusive desvio de função. De acordo com o despacho do procurador do Trabalho Rafael de Araújo Gomes, as atividades alcançadas pela determinação de retorno ao trabalho não são consideradas essenciais nem pela legislação municipal.

Em contato com a Secretária de Esporte e Lazer Milena Pavanelli ela explica que a convocação se deve ao fato de pessoas não aceitarem ficar em casa e irem para as praças para fazer atividades físicas, então nos locais, estarão os monitores para orientar que neste momento de crise as atividades estão suspensas para que não haja aglomeração.

Ainda segundo a secretária muitas pessoas invadem esses locais, furtam aparelhos, fiação, cortam alambrados para fazer uso do espaço. No Pinheirinho, por exemplo, um grupo de pessoas queria fazer churrasco e se utilizar do lago. Na Ferroviária na última segunda-feira (23), invadiram a piscina e foi necessária a intervenção da Guarda Municipal para a retirada dos invasores. Alambrados estão sendo cortados para que times consigam jogar futebol.

Os monitores trabalham em regime de escala até para salvaguardar os locais, pois a segurança privada contratada pela prefeitura do município trabalha no período noturno a partir das 19h. A Guarda Civil Municipal faz rondas durante todo o dia nestas áreas de lazer para dar suporte e tranquilidade aos monitores, que trabalham em locais abertos e sem contato com o público. Na eminência de invasão ou violência por parte de possíveis invasores a recomendação é para que servidores entrem em contato imediatamente com a Guarda Municipal ou com a Polícia Militar.

A secretaria ressalta que responderá de modo oficial ao Ministério Público do Trabalho, relatando o que de fato acontece na cidade, e que neste momento necessita do trabalho desses servidores.