Início Cidade

Mulheres pedem ampliação do horário da Parada Segura nos coletivos

A demanda foi encaminhada pelo presidente da Câmara ao Executivo e às concessionárias do transporte coletivo

43
A presidente do MDB Mulher, Suzelaine Pedroni, e a presidente do MDB Diversidade, Jacqueline Silva, querem Parada Segura a partir das 20h

O presidente da Câmara Municipal de Araraquara, vereador Aluísio Boi (MDB), recebeu em seu gabinete, na tarde de segunda-feira (1/2), a presidente do MDB Mulher, Suzelaine Pedroni, e a presidente do MDB Diversidade, Jacqueline Helena Fonseca da Silva, para tratar de assunto relacionado à segurança das mulheres.

Elas solicitaram a ajuda do vereador no sentido de iniciar tratativas, junto ao Poder Executivo, para uma mudança no horário de início da “Parada Segura”, a princípio, nesse momento de pandemia.

A Parada Segura é a lei que garante às mulheres o direito de desembarcar dos veículos de transporte coletivo urbano, fora dos pontos fixados, depois das 22 horas. Os motoristas dos ônibus ou micro-ônibus são obrigados a parar, dentro da rota, no lugar em que a pessoa do sexo feminino pedir. Desde 2016, as mulheres já contam com essa possibilidade e, segundo Suzelaine, muito utilizada.

“Elas reivindicam, em nome das mulheres, que o horário seja estendido agora e após a pandemia por questões de segurança. Não seria muito diferente do praticado atualmente. Querem que a Parada Segura comece às 20 horas. Vou encaminhar essa demanda ao prefeito para que a pauta seja debatida com as empresas concessionárias de Araraquara”, afirmou Boi.

Atendendo essa demanda, o parlamentar encaminhou a Prefeitura a Indicação 542/2021, pois, segundo Boi, essa é uma ação a auxiliar na redução de crimes cometidos contra a mulher e contra qualquer outro cidadão.