Início Cidade

Prefeitura apura aplicação de vacina contra covid em sete pessoas fora do público-alvo

Instauração de processo administrativo disciplinar (PAD) se deu a partir de denúncias feitas por servidores municipais

36
Segundo as denúncias, elas foram vacinadas nos dia 7 e 20 de março por servidores a serviço da Vigilância Epidemiológica

A Prefeitura de Araraquara instaurou um processo administrativo disciplinar para apurar a conduta de cinco servidoras por suspeita de aplicação de vacina contra covid-19 em sete pessoas que não eram do público-alvo na data da imunização, ou seja, não estavam contemplados no cronograma instituído pela Gerência de Vigilância Epidemiológica (GVE) do Estado de São Paulo.

Segundo as denúncias, elas foram vacinadas nos dia 7 e 20 de março por servidores a serviço da Vigilância Epidemiológica. Foram aplicadas cinco doses durante vacinação de pessoas acamadas e duas durante a imunização de profissionais da saúde.

Os documentos evidenciam que há “suficientes elementos de autoria e materialidade” e justificam abertura do processo. “Por valer-se da função para tirar proveito pessoal ou de outra pessoa, em detrimento da função pública. E que o ato praticado resulta em responsabilidade civil-administrativa”, completa o material de apuração dos fatos.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que trabalha com transparência e lisura, seguindo o plano de imunização traçado pela Comissão de Organização da Vacinação contra a covid-19 e “vai apurar as denúncias e tomar todas as providências cabíveis após a conclusão do processo, que é interno e sigiloso”, conclui.