Início Cidade

Protagonismo feminino – Das 13 secretarias, 10 são lideradas por mulheres em Araraquara

Mulheres têm voz na gestão do prefeito Edinho e ocupam 60% dos cargos de comando quando somadas as Secretarias e Coordenadorias

77

O significado do mês das mulheres desperta muita reflexão sobre as lutas e os espaços conquistados por elas ao longo do tempo. É também o momento de se avaliar a real representatividade feminina nos cargos de liderança.

O que mais chama atenção é o número de mulheres que lideram as Pastas Municipais. Na gestão de Edinho, em Araraquara, das 13 secretarias municipais que compõem seu governo, 10 têm mulheres na liderança da pasta, incluindo a Secretaria de Gestão e Finanças, liderada por Juliana Agatte, e a Secretaria de Obras e Serviços Públicos, que tem à frente a engenheira Anna Padilha; duas pastas que, até então, sempre foram comandadas por homens.

O protagonismo feminino também se destaca nas demais pastas estratégicas do governo: Eliana Honain, na Saúde: Clélia Mara dos Santos, Educação; Jacqueline Barbosa, Desenvolvimento e Assistência Social; Amada Vizoná, Planejamento e Participação Popular; Priscila Luiz; Comunicação; Mariamália de Vasconcellos Augusto, Justiça e Cidadania; Sálua Kairuz, Desenvolvimento Urbano, e Tereza Telarolli, na Cultura.

Além das secretárias municipais, são 21 as coordenadoras executivas de um total de 39 coordenadorias, o que significa que as secretarias são majoritariamente formada por mulheres, cerca de 60%. As mulheres também estão no comando de 38 gerências.

Elas lideram as Fundações

As Fundações municipais são todas conduzidas por mulheres. Na Fundesport (Fundação de Amparo ao Esporte), a titular desde 2017 é a administradora Milena Pavanelli. Já a Fundart (Fundação De Arte e Cultura de Araraquara) é liderada pela historiadora, também secretária de Cultura, Teresa Telarolli.

Na Fungota (Fundação Municipal Irene Siqueira Alves – Vovó Mocinha), a diretora presidente é Lúcia Ortiz. A Fundação, composta de 6 diretorias, tem três encabeçadas por mulheres: além de  Lúcia, tem ainda Emanuelle Laurenti, diretora técnica, e Élide Maria Inforsato, diretora administrativa,.

E no Departamento Autônomo de Água Esgotos (Daae), fazem parte da diretoria da autarquia Ada Matheus Salmazo, diretora de Gestão, Tecnologia e Finanças, e Katia de Matteo, diretora de Gestão Ambiental, além de 11 coordenadoras.

O município conta ainda com mulheres nos órgãos de fiscalização e controle social. As servidoras públicas Fernanda Nascimento e Josiani Michelli Silva dos Santos são as responsáveis pela Ouvidoria Geral e pela Controladoria Geral do Município, respectivamente. Tem ainda Cidinha Silva à frente do Fundo Social de Solidariedade.

É o protagonismo feminino no governo municipal conquistado por mulheres que, ao longo dos anos, vêm mostrando muito empenho, competência e capacidade de liderança.