Início Cidade

Rede Municipal de Saúde volta a atender em horário normal a partir de 1º de julho

Os postos voltam a atender das 7 às 16 horas por agendamento e iniciará a retomada dos serviços de consultas, exames especializados e os programas da rede básica

32

O Comitê de Contingência do Coronavírus Araraquara informa que, a partir de 1º de julho, volta ao normal o horário de atendimento nos seis Centros Municipais de Saúde que funcionavam até as 20 horas desde o início da quarentena, em 23 de março. São as unidades do Jardim América, do Selmi Dei I, da Vila Xavier, do Santa Angelina, do Melhado e do Jardim Iguatemi.

Estas unidades passaram então a atender pacientes sem agendamento, incluindo pacientes com sintomas gripais e do novo Coronavírus, justamente para ampliar o atendimento da demanda espontânea e evitar a superlotação das UPAs.

Com a organização da assistência em Saúde, incluindo a abertura do polo de triagem e atendimento na UPA da Vila Xavier, a demanda nestes postos no período da noite teve um redução significativa no decorrer das últimas semanas, ao mesmo tempo em que aumentou o número de casos positivados.

Dessa forma, os postos voltam a atender das 7 às 16 horas, e as equipes que atuavam nestes locais no horário estendido vão fortalecer o serviço de bloqueio e orientações diárias que é prestado aos positivados e seus comunicantes.

Também através do Comitê, a Secretaria Municipal da Saúde informa que, a partir de 1º de julho, iniciará a retomada dos serviços de consultas, de exames especializados e os programas da rede básica.

Essa flexibilização dos serviços da saúde será feita de forma gradual e por agendamento, para se evitar aglomerações e garantir a segurança dos pacientes atendidos e dos servidores municipais.

Também foi deliberado pelo Comitê, em conjunto com o Sismar, que a Secretaria Municipal da Saúde vai submeter a testes rápidos para Coronavírus os servidores municipais que fazem atendimento ao público, começando pelo Paço Municipal, que retomou o atendimento presencial no dia 8 de junho, por agendamento, e também pelos servidores que atuam na Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.  Será a extensão da testagem dos servidores municipais, que começou pelas equipes da área da Saúde e da área da Segurança.

O Comitê reforça que o isolamento social continua sendo o principal fator de controle da doença e deve ser respeitado. Mas, quando se torna inevitável sair de casa, a recomendação é que todos usem máscara de proteção que cubra totalmente a boca e nariz e que esteja bem alinhada ao rosto. A higienização constante das mãos também continua sendo essencial. Os idosos e demais pessoas que fazem parte do grupo de risco da doença devem permanecer em suas casas, em isolamento social.