Início Cidade

Se assinar com o PSL, Coca Ferraz vai se indispor com Republicanos

Ainda sem partido após levar rasteira de Edinho Silva no PSD, Coca Ferraz tem proposta do PSL e dos Republicanos. Definição deve ocorrer até segunda-feira.

183

As peças do xadrez eleitoral começaram a se movimentar nesta última semana e nomes que até então estavam atrelados a um grupo, já procuram compor com outros, para possível cheque mate.

Uma foto que circulou nas redes sociais do deputado federal Júnior Bozzella (PSL) na noite desta quinta-feira (13), estampava Coca Ferraz até então sem partido, ao lado do deputado e do presidente do diretório do PSL em Araraquara, Marcos Custódio.

Na foto uma inscrição – “Coca Ferraz, pré-candidato a prefeito de Araraquara e Marcos Custódio presidente do PSL local”. Tal frase deu a entender que Coca teria se filiado ao partido e que seria o pré-candidato, escolhido para substituir o nome do Coronel Prado que desistiu de concorrer ao pleito.

A foto que circulou nas redes sociais do deputado Bozzella

O RCIA entrou em contato com Marcos Custódio, que disse que ainda não está fechada a chegada de Coca ao PSL, mas que tudo caminha para o acerto. “Estou sendo pressionado pelo partido a ter candidato, pois temos tempo de TV e fundo partidário”.

Questionado sobre o acordo que o partido havia firmado com o Podemos e Patriota para que no futuro, quem tivesse o nome com mais possibilidades de se eleger, ele disse que não muda nada. Que inclusive conversou com o pré-candidato do Patriota Luiz Cláudio Lapena Barreto, para deixar as coisas claras.

NEGOCIAÇÕES

Mesmo antes de perder o PSD para o prefeito Edinho Silva, Coca vinha negociando com o Partido Republicanos, de Marcelo Lopes e João Farias, para compor o partido. No ano passado a junção de Republicanos, MDB e PSD deram o chute inicial nas corridas eleitorais formando um bloco para alinhavar uma candidatura.

Marcelo Lopes, presidente do diretório local do Republicanos, afirmou que conversou com Coca Ferraz nesta sexta-feira (14), pela manhã e foi informado por ele que não tem nada decidido quanto ao PSL, que apenas recebeu convite de Custódio. E que a foto foi tirada é de um evento e que não existe tal filiação.

Lopes disse que “a negociação não começou agora, mas não vou entrar em leilão, nem por Coca, nem por qualquer candidato. “O Republicanos não precisa disto. Na vida fazemos escolhas que temos que arcar com as conseqüências” – afirmou.

Marcelo disse ainda a Coca Ferraz, que se de fato, a foto não representa a realidade, que ele então deveria desmentir em rede social, afinal essa situação não pegou bem para o ex-vice-prefeito.

João Farias, que é Secretário Geral do Republicanos, falou com o Portal e disse que se surpreendeu com este movimento de Coca Ferraz em direção do PSL, já que havia um acerto anterior entre eles. Argumentou ainda que o ex-vice prefeito seria o candidato do Republicanos. “Isso mostra que ele não é um bom candidato para o Republicanos, pois pensa em seu lado pessoal e não no coletivo” – disse Farias.

João reafirmou o que Lopes disse anteriormente, que não faz leilão com o partido e que a seus olhos Coca não será mais bem vindo ao Republicanos.

Coletiva dos dirigentes em junho de 2019, na Câmara Municipal ( Antonio Gabriel, Aluízio Bras o Boi, e Marcelo Lopes)

Comentários em rede social dão conta que talvez Coca tivesse ido para o PSL, para mais adiante compor com o MDB de Marcelo Barbieri, mas desde o ano passado o Republicanos e o MDB, formaram um bloco para disputar a próxima eleição. Esta coletiva aconteceu no dia 6 de junho de 2019, onde os dirigentes do MDB, Republicanos e Antonio Gabriel que na época representava o PSD, fecharam questão em lançar um único candidato.

NOTA DO PODEMOS

Em apoio ao médico Luiz Cláudio Lapena Barreto, considerado pré-candidato pelo Patriota, o Partido Podemos 19 emitiu nota na tarde desta sexta-feira (14), através da sua Executiva Municipal esclarecendo que:

“A executiva municipal do Podemos, em Araraquara, se posiciona oficialmente contrário a qualquer aliança que venha se formar com membros da velha política araraquarense. A executiva informa que não participou das articulações que tratou de um lançamento de pré-candidatura de um político araraquarense antigo a um partido que estávamos previamente acordados e garante que não irá apoiá-lo.

O Administrador Welton Travessolo, presidente municipal do Podemos, é contra essa articulação que contraria todo acordo de renovação política e já informou aos presidentes dos respectivos diretórios municipais, vinculados ao acordo “Pró-Morada”, o descontentamento de todos os membros da executiva e filiados do Podemos.

A orientação das lideranças estaduais e federais à executiva municipal continua a de que cada diretório decida com base no desejo de seus eleitores, sua consciência e o melhor para a cidade.

Como defensores da democracia direta, a forma mais eficaz de participação da população nas decisões, não aprovamos nenhuma ação de caráter totalitário. O respeito à democracia é principio fundamental das ações do partido. Justamente por esse motivo é que nos posicionaremos ao lado da população araraquarense que clama por mudanças.