Início Cidade

Unimed Araraquara vai investir R$ 60 milhões na implantação de novo hospital

Com visão de futuro a entidade investe em medicina preventiva e qualidade de vida de seus usuários

5774
O hospital São Paulo foi construído na década de 70

Em entrevista exclusiva para o Portal RCIA, o presidente da Unimed Araraquara Dr. José Paulo Luz Lima, faz uma exposição das inovações que a cooperativa médica pretende implementar em 2020. Após comprar áreas vizinhas e o prédio do Corpo de Bombeiros a cooperativa médica anuncia seu Plano Diretor.

O presidente da Unimed Araraquara Dr. José Paulo Luz Lima

Na manhã desta sexta-feira (10), o doutor José Paulo Luz Lima destacou que 2019 foi um ano muito bom para a Unimed. “Reorganizamos toda nossa estrutura, tanto na operadora como no hospital, também nas unidades de atendimento ao cliente, como Univida, Unilab; mudamos o setor de atendimento para o novo prédio. Estamos transformando a Unimed em dois sentidos, fortalecendo o foco em nosso cliente e dando a ele mais qualidade no ponto de vista médico, como na saúde primária”.

MEDICINA PREVENTIVA

Para Luz Lima a medicina curativa é cara e os investimentos atuais estão pautados na preventiva. “Investimos na Univida com uma nova academia, incentivando os pacientes que fazem fisioterapia a muito tempo, a fazerem novas atividades, melhorando assim sua performance e consequentemente levando-os a um nível superior em cuidados físicos e prevenção de doenças”.

Entre as inovações o presidente da Unimed citou o ABA, um sistema especial para o tratamento do autismo, já que este tipo de transtorno vem aumentando consideravelmente nos últimos anos. “Temos equipe especializada que só atente autismo, dando qualidade e atenção mais acentuada ao assistido. Na medicina preventiva, se tratarmos esse paciente no início, ele terá menos problemas no futuro. Assim, começamos o tratamento na base. Segundo as mães desses pacientes, seus filhos vêm melhorando consideravelmente, muitos já conversam e têm um relacionamento social normal. É gratificante este retorno” – afirma.

Outra iniciativa que Luz Lima considera importante dentro do campo preventivo é o check up. Ele entende que a saúde é tudo e estar com o corpo em ordem é essencial para quem se preocupa com um estilo de vida saudável, explicou.

Casas que foram adquiridas pela Unimed para colocar em prática o novo plano diretor

NOVOS INVESTIMENTOS

De acordo com o dirigente da cooperativa médica, a Unimed atualmente está muito fragmentada, então o cliente tem que passar por vários lugares, um onde autoriza, outro para fazer exames, passar pelo RX em outro prédio. Buscando priorizar ainda mais o bom atendimento a diretoria criou um plano diretor, já aprovado, em assembleia, visando unificar todo complexo médico na região do Hospital São Paulo, prédio construído da década de 70.

Com 1.400 funcionários e 504 cooperados, um novo prédio (hospital) com sete andares, começará a ser construído, ainda este ano, com investimento de R$ 40 milhões na primeira fase. Casas atrás do hospital foram compradas pela operadora, que adquiriu também o prédio onde funciona hoje a unidade do Corpo de Bombeiros, que mede 2.600m². O valor investido é da ordem de R$ 2.910 milhões. Segundo Luz Lima o terreno ocupado pelos bombeiros, foi uma oportunidade que surgiu e que será uma reserva técnica da Unimed.

O terreno onde funciona hoje o Corpo de Bombeiros foi adquirido do município, e servirá de reserva técnica

Na primeira fase do projeto, será construído o hospital com 9 mil m², sete andares, onde serão colocas as unidades de Pronto Socorro adulto e infantil, Serviço de Imagem Diagnóstico e Terapia, UTI – adulto e infantil, Centro Cirúrgico, Central de Esterilização igual ao do Hospital Albert Einstein, e ainda com mais duas lajes técnicas para quando a Unimed precisar de espaço. Cada andar terá 1.200 m², e Luz Lima acredita que a obra ficará pronta em dois anos.

A segunda fase que também já foi aprovada por assembleia é a construção de nova enfermaria, onde funciona atualmente o centro administrativo junto ao estacionamento do Hospital São Paulo. O prédio será demolido e o novo contará com cinco andares, mais duas lajes técnicas para abrigar de 150 leitos, além da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e um centro cirúrgico dotado de robótica. Com a primeira e a segunda fase a Unimed investirá cerca de R$ 60 milhões.

A terceira fase do plano diretor contemplará também um Medical Center, onde funciona hoje o Centro Cirúrgico, com aproximadamente 17 andares que serão vendidos aos médicos interessados em possuir seus consultórios junto ao complexo médico. “O paciente chega, vai ao médico, autoriza, faz exames, em um único local”.

O presidente ressaltou que a Unimed vem elevando seu patamar histórico de tradição médica-hospitalar: “Isso não é bom só para nossos clientes, é também para a cidade, pois o Hospital São Paulo tem Creditação ONA 3, e isso significa que estamos em alto nível com uma série de projetos e normas seguidos à risca.

A Unimed investe também na vizinha cidade de Matão, buscando melhorar o atendimento aos clientes da cidade. Com terreno de quase 4 mil m² o projeto é a construção do Pronto Atendimento, com exames e medicina preventiva, todos juntos. Para um segundo momento há projeto de construção de um hospital com 50 leitos.

“Para viabilizar todo o nosso projeto a Unimed vem fazendo sua lição de casa, cortamos custos e melhoramos o faturamento para garantir a implantação do audacioso Plano Diretor, que tem fundamentalmente apoio de bancos parceiros: “Aproveitamos as baixas taxas de juros, assim não é necessário descapitalizar a Unimed; estamos olhando para frente e vamos crescer cada vez mais. Com o trabalho intenso desta diretoria, nós não inventamos a roda, estamos apenas fazendo ela girar e melhorar suas engrenagens – finalizou o presidente.

Dr. Emerson Carlos diretor de Promoção e Assistência à Saúde

Já o diretor de Promoção e Assistência à Saúde, doutor Emerson Carlos, diz que o Plano Diretor tem visão de futuro próximo e distante: “A curto prazo vamos melhorar os serviços prestados aos nossos usuários no que tange a estrutura física e qualidade de vida de nossos clientes”.

Consolidada e presente na histórica médico-hospitalar de Araraquara, a evolução da Unimed levará em breve a eliminação de papéis e autorizações, pois 80% das solicitações médicas serão feitas virtualmente através de aplicativos, completou Emerson Carlos.