Início Agronegócio

Agricultura de Precisão, tema de curso de capacitação organizado em Gavião

Uma vez mais, o Sindicato Rural de Araraquara e o Senar SP estiveram juntos em uma promoção que tinha como objetivo capacitar produtores e trabalhadores rurais a entender de forma mais ampla o que é a Agricultura de Precisão e sua importância na atualidade

66
Engenheiro Agrônomo João Henrique Souza Freitas mostrando a importância da AP na agricultura

Por pelo menos três dias – 8, 9 e 10 de setembro – o Sindicato Rural de Araraquara e o Senar SP realizaram em Gavião Peixoto o curso Agricultura de Precisão, ministrado pelo instrutor Luís Carlos Colombini, que segundo ele, é um sistema de gerenciamento agrícola que cresce no País na medida que as informações sobre conceitos, técnicas e vantagens chegam ao produtor rural.

Os participantes do curso acompanharam atentamente as aulas e a eles foi explicado que as ferramentas de AP buscam acompanhar o processo de maneira precisa, coletando e analisando as informações através de tecnologias que facilitam a tomada de decisão pelos produtores e trabalhadores rurais, proporcionando maior controle sobre todo o processo produtivo e contribuindo para uma produção eficiente, lucrativa e sustentável.

O instrutor Luís Carlos Colombini durante a aula

Fazendo também o acompanhamento do curso o coordenador regional do Senar, engenheiro agrônomo João Henrique de Souza Freitas lembrou que a Agricultura de Precisão começou com as tecnologias das máquinas dotadas de receptores GPS e geração de mapas de produtividade. “Avançou e hoje vai além dos equipamentos e das culturas de milho e soja”, completou.

Contudo, a AP, pode ser usada em todas as cadeias produtivas do setor agropecuário e com medidas de gestão adaptadas à realidade de cada produtor, oferece ferramentas para otimização do uso de insumos e inovação permanente no campo.

A cartilha elaborada pelo Senar e observada pelos participantes diz também que esse enfoque apresenta grandes desafios às tecnologias e aos conhecimentos disponíveis sobre sistemas de produção, que eram uniformes, com técnicas de manejo que não consideravam a grande variabilidade da produção e da qualidade hoje detectadas.

Participantes do curso em Gavião Peixoto

Sobre isso, Colombini explica que o Brasil é hoje um gigante no cenário agrícola mundial. A cada ano a agricultura brasileira vem batendo recordes de produção, com grande representatividade na balança comercial e exportação de produtos agrícolas. “Todo esse avanço é graças ao esforço e dedicação diária dos produtores e trabalhadores rurais e aos avanços tecnológicos que estão sendo disponibilizados nas atividades agropecuárias”, completa.

Em linhas gerais a AP precisa crescer muito para acompanhar o ritmo de produção. Muitos produtores ainda associam AP a um pacote de mágico que chega ao campo via satélite, com soluções para os problemas da agricultura e que demandam grandes investimentos, isso é apenas um mito. Além disso, o uso correto dessa ferramenta é um dos gargalos encontrados para maior disseminação das tecnologias de precisão, necessitando de mão de obra cada vez mais especializada para que possa tirar proveito de todos os benefícios que essas tecnologias proporcionam.

“Foi para ajudar os produtores e trabalhadores rurais a entender melhor o que é AP e desmistificar a ideia de que essa só se faz com máquinas que o Senar tem trabalhado nos últimos anos com capacitações em AP nas modalidades presencial e a distância”, comenta o coordenador João Henrique.