Home Destaques

Aprovado em concurso para Legista, Lapena pode desistir das disputas municipais

O médico assegura que o concurso não o impede de ser candidato e sinaliza para questões de ordem familiar que poderão convencê-lo em não participar

58
Lapena, do Patriota, se anunciado assumirá o cargo de legista em janeiro

É bem provável que o médico Luís Cláudio Lapena Barreto, o “doutor Lapena”, não seja mais o candidato centro-direita nas eleições municipais do próximo ano, frustrando os sonhos do Novo, Podemos, PRTB e do próprio Patriota, partido ainda ao qual ele pertence e que estiveram recentemente reunidos.

As agremiações desde as eleições passadas, quando Lapena teve quase 38 mil votos ou 35,97% dos votos válidos acreditavam formar uma frente para derrubar a supremacia do PT em Araraquara, entendendo que – seria ele o único capaz de vencer Eliana Honain, supostamente a candidata indicada e apoiada pelo prefeito Edinho Silva. Quase quatro anos atrás, Edinho venceu Lapena com 48.405 votos, ou seja, 46,09% dos votos válidos.

Os partidos que atualmente pregam oposição ao regime petista em Araraquara durante recente reunião insistiram que Lapena fosse o candidato do grupo, porém ele teria se mostrado irredutível e nem mesmo chegou a aparecer na foto em que apoiadores do movimento estão com o empresário Pedro Tedde. A propósito, Tedde também clamou pela participação de Lapena no processo, mas não o teria convencido.

O médico tem falado muito que – há questões pessoais e familiares para serem resolvidas antes de tomar qualquer decisão. Provavelmente no caso das questões pessoais seja a aprovação do seu nome em concurso público organizado pelo Estado para preenchimento de uma das três vagas de médico legista.

Desde o começo do ano, Lapena tem se dedicado a conquistar uma vaga, passando por prova escrita e oral, além do psicotécnico. Com o anúncio dos resultados finais, ele deverá, segundo consta, assumir o cargo em janeiro. Indagado sobre sua nova tarefa na vida profissional disse – o concurso não o impede de ser candidato. E finalizou – “quero muito ser candidato”, ainda que os familiares tenham insistido para que fique fora das disputas.

Na recente reunião do grupo, Lapena já teria deixado claro que não vai participar. Na mesma oportunidade, Pedro Tedde teria se antecipado propondo o surgimento de uma força política unida e decidida a moldar um futuro brilhante para a cidade. “Este é apenas o começo de uma jornada que promete transformar nossa comunidade”, arrematou o empresário.

RESULTADOS DO CONCURSO / DIÁRIO OFICIAL

Prova Oral
Convocação para o Psicotécnico