Home Destaques

Araraquara terá manifestação no TG e na WL contra resultado das eleições

Movimento será realizado neste feriado a partir das 14h, em frente ao Tiro de Guerra; às 15h, grupo se deslocará às margens da rodovia

508
Grupo se reúne às margens da rodovia para dar apoio ao presidente Jair Bolsonaro

Um grupo de araraquarenses insatisfeitos com o resultado das eleições organizou uma manifestação neste feriado de quarta-feira (2), a partir das 14h, em frente ao Tiro de Guerra (TG) de Araraquara. Após concentração na Rua Ceará, 1588, na Vila Xavier, os manifestantes seguem para o km 277 da Rodovia Washington Luís, em frente ao Posto Pau Seco.

De acordo com um dos participantes, a ação não tem um organizador específico. A ideia teria partido de algumas pessoas pertencentes à ala conservadora da política e algumas artes foram feitas para convidar as pessoas que não concordam que Lula assuma como presidente da República no dia 1 de janeiro.

O jornalista Leandro Rodrigo Beltrame é um dos que confirmaram presença na manifestação deste feriado. “O intuito da manifestação é demonstrar o nosso total apoio e confiança nas autoridades militares, atual poder executivo, e, principalmente, demonstrar repúdio a tudo o que foi articulado para que um criminoso pudesse voltar a concorrer à presidência da República e ganhar de maneira duvidosa, haja vista tantos escândalos durante a campanha, como por exemplo o caso que nos pegou muito de surpresa sobre o erro nas inserções de rádio e TV no Nordeste”, comentou Beltrame em entrevista ao Portal RCIA.

O participante do movimento conservador ressalta que o objetivo dessa ação, que deve ocorrer em vários pontos do país, não é endossar um Golpe Militar. “Não queremos Golpe, muito importante frisar isso, o golpe já foi dado há muito tempo, lá atrás quando a nossa corte decidiu anular todos os processos do dito vencedor das eleições. Isso foi um duro golpe contra a nação brasileira. O que queremos agora é ter democracia, diferente do que o dito vencedor das eleições parece apoiar, já que o mesmo é amigo íntimo de muitos ditadores latino-americanos”, reforça.

A manifestação não será feita em forma de carreata, portanto não haverá um percurso a seguir. A concentração será no TG das 14 às 14h45. Após esse horário, os manifestantes seguem até o posto Pau Seco, às margens da SP-310 para dar o apoio aos caminhoneiros, levando água e mantimentos.