Início Destaques

Assassino de Romilda é ouvido Delegacia de Polícia em Américo Brasiliense

Após confessar que matou a vizinha com golpes de facão, o criminoso foi levado para a cadeia pública em Santa Ernestina. Ao delegado ele contou que primeiro a esganou com um golpe e depois arrastou a vítima, matando-a com o uso de um facão. Ele ainda roubou sapatos e a bolsa.

562
Preso em Santa Bárbara d’Oeste, Luan foi trazido para Américo e ouvido nesta terça-feira. Romilda foi sepultada no interior da Bahia.Am[erico e ouvido nesta ter;a-feira. Romilda foi sepultada no interior da Bahia.

De fato, foi Luan Henrique Soares Pereira, com 24 anos, que matou Romilda Beltrão Reis, sua vizinha, na sexta-feira passada (4) em Américo Brasiliense em uma rua de terra entre os bairros São José e Santa Terezinha. Sua confissão aconteceu nesta terça-feira (8), após ser preso em Santa Bárbara d’Oeste e conduzido ao presídio em Sumaré.

Nesta terça-feira logo cedo o assassino começou a ser ouvido na Delegacia de Polícia em Américo Brasiliense e contou que – matou porque ela vivia denunciando ele para à polícia. Luan, além de se drogar, segundo foi apurado supostamente também vendia drogas, o que até agora não foi comprovado. Como a polícia sempre passava pelo bairro e sua casa, Luan imaginava que – quem pedia para a polícia passar por alí, era Romilda.

Na sexta-feira a mulher saiu de casa por volta das 5h da manhã para trabalhar na Lupo; ela apanharia o ônibus que transporta funcionários por volta das 5h30, horário que o criminoso já havia estudado para ataca-la, premeditando, portanto o crime.

A mulher, segundo ele mesmo confessou, foi agarrada pelo pescoço; nela Luan deu um golpe e praticamente a esganou, arrastando-a em seguida por cerca de 300 metros. Num lugar da mata ele desferiu vários golpes com um facão.

As imagens de um sistema de monitoramento confirmam a maneira com que Romilda foi morta bem como o horário em que seu corpo foi achado por uma pessoa que passava pelo local. Isso aconteceu por volta das 7h. Até então a polícia não havia achado a bolsa e nem os sapatos da mulher, mas durante o depoimento ele contou que – roubou.

Com o autor do crime sendo descoberto o delegado Jesus Nazaré Romão, que comandou a investigação obteve um mandado de prisão contra Luan que estava foragido já na sexta-feira à noite, levado pelo próprio pai para a casa de uma parente em Santa Bárbara d’Oeste.

COMO ACONTECEU A PRISÃO

Foi em Santa Bárbara d’Oeste que policiais da Força Tática do 19° BPM/I prenderam na tarde do último sábado (5), o jovem de 24 anos até então suspeito de matar Romilda.

Segundo informações da Polícia Militar, a equipe tática recebeu informações do mandado de prisão expedido contra ele. Luan estava na região do bairro Parque do Lago, em Santa Bárbara d’Oeste quando avistado pela polícia.

A equipe intensificou o patrulhamento na região e cerca de 20 minutos após receber as informações, os militares avistaram um homem saindo de dentro de uma mata no fim do bairro, ao notar a presença da viatura ele tentou retornar para dentro da mata e foi abortado. Ele era Luan, apontado como assassino de Romilda.

O rapaz informou seu nome e após ser consultado foi confirmado o mandado de prisão contra ele; ao ser questionado o jovem informou que apenas conhecia a mulher pois moravam na mesma rua e que nada havia feito com a vítima.

Segundo os policiais, o rapaz informou que veio de carona com seu pai e que chegou no bairro por volta das 01h da manhã, para ficar na casa de uma tia. A equipe foi até a casa da suposta tia, ainda no sábado à noite, que confirmou o parentesco e que sabia que ele estava na região, porém não por qual motivo.

O rapaz foi encaminhado até o plantão policial de Santa Bárbara onde após o registo da ocorrência, permaneceu preso em Sumaré até esta terça quando foi trazido para ser ouvido em Américo. Após ser interrogado foi levado para a cadeia em Santa Ernestina.