Início Destaques

Ciesp inicia 2021 com ampla agenda de atividades para os associados

Encontros mensais entre empresários, palestras e emissão de certificados fazem parte da lista de ações para o ano

31
O CIESP é referência na defesa dos interesses de seus associados

Mesmo com as adversidades impostas pela pandemia, o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) – Regional Araraquara fechou 2020 com conquistas positivas, como o lançamento do Grupo de Trabalho de Gestão de Pessoas, um encontro com associados e demais interessados para compartilhar conhecimento e ideias, identificar soluções e promover o desenvolvimento contínuo dos negócios. Para 2021, a perspectiva da entidade é dar continuidade às atividades, mesmo que on-line, e fortalecer as diversas parcerias firmadas no ano passado.

Referência na defesa dos interesses de seus associados, o Ciesp Araraquara reúne mais de 100 empresas da cidade e região, por meio de suas 42 Diretorias Regionais, Municipais e Distritais. Entre os serviços prestados, os Grupos de Trabalho de Meio Ambiente e de Gestão de Pessoas impactam cerca de 20 profissionais por mês, e a agenda já está firmada para este ano, com mais de 20 encontros previstos.

 “Os Grupos de Trabalho, por enquanto, seguirão on-line e ao vivo; a agenda terá início em janeiro. Também ofertaremos ao longo de 2021 palestras sobre temas pontuais, que serão definidos conforme as modificações impostas pelo Governo Estadual e Federal. Os assuntos também poderão estar relacionados a datas comemorativas ou pedidos que possam surgir de nossos associados”, explica Michele Pelaes, coordenadora regional do Ciesp. O cronograma das atividades leva em conta os principais desafios do setor empresarial, como gargalos nas áreas de vendas, recursos humanos e gestão tributária e financeira.

Os associados também podem dispor do atendimento para a emissão de Certificado Digital – documento eletrônico que contém dados sobre a pessoa ou empresa para comprovação de autenticidade; funciona como uma carteira de identidade eletrônica, permitindo transações on-line seguras –  e de Certificado de Origem – que garante aos exportadores uma redução ou total isenção do imposto de importação nos países com os quais o Brasil possui acordos comerciais, evitando burocracias e qualificando o produto que está sendo vendido.

“Muitas empresas que estão na região ainda não emitem o Certificado de Origem, por exemplo, por desconhecerem que oferecemos esse serviço aqui na regional. Esperamos que as atividades deste ano permaneçam em foco e auxiliem cada vez mais a classe empresarial”, pontua Michele.