Início Cultura e Lazer

Dia de São José: igreja e bairro se juntam nas comemorações ao seu padroeiro

Moradores de um dos bairros mais antigos de Araraquara se voltam com muita devoção e fé nesta sexta-feira (19) para as comemorações do dia dedicado ao padroeiro. Missas online e entrega dos saquinhos de São José para quem passar pela igreja são realizadas em novo formato por conta da pandemia.

537
Dia de São José está sendo marcado pela colocação de banner produzido pela HotSign de Araraquara, simbolizando a fé dos moradores do bairro

1957. Araraquara era uma cidade emergente no Estado de São Paulo. Não possuía mais que 45 mil habitantes.

Em meio a este cenário que se mostrava ser de prosperidade estavam os bairros já considerados tradicionais – São Geraldo, Vila Xavier, Fonte Luminosa, Santana e o Bairro do Carmo, que agregava as regiões do Quitandinha e São José, mais próximos da rodovia Washington Luis.

vista aérea de Araraquara em 1961

Tudo era transformação. As pessoas, cada qual em seu bairro se alinhavam ao crescimento do catolicismo e promoviam a união das famílias em torno de um ideal: a esperança de ser esta, uma cidade envolta pela fé. Movidos por este sentimento é que uma história de amor ao próximo começou a ser escrita em Araraquara.

Foi ainda em 1957, que na Igreja Nossa Senhora do Carmo, construída nos anos 20 e demolida em 1951 para dar espaço a um novo projeto, o Pe. Adrianus Van Luyn – SVD, funda a Legião de Maria. Durante dois anos, as legionárias passam a visitar várias famílias e com a ajuda do padre, realizam casamentos, batizados e primeira comunhão de pessoas afastadas da Igreja.

Igreja do Carmo em 1961 e o padre Adrianus

Algum tempo, Pe. Adrianus é transferido para Registro no Vale do Ribeira, assumindo então, o Pe. José Couto – SVD, que continuou o mesmo trabalho. Em novembro de 1959, Pe. José enviou as legionárias Maria de Lurdes Arruda e Helena Quadrado, para visitas domiciliares na Rua Itália.

Em uma noite muito quente de verão, contam os moradores do bairro, elas chegaram na casa de Marcílio Martins Caldeira, um dos moradores mais influentes do São José. Toda a família estava reunida no quintal. A eles, as legionárias afirmam que precisavam frequentar a Igreja, já que se diziam “cristãos”. Era simplesmente um convite.

Maria de Lurdes, com o marido Alcides; foi a primeira legionária no bairro, visitando as casas em companhia de Helena

Foi neste dia que Marcílio pediu que elas falassem para o Pe. José Couto sobre a possibilidade de se construir uma igreja no Bairro São José. Maria de Lurdes e Helena responderam que a construção da igreja era responsabilidade da comunidade e não dos padres, portanto, que fossem pedir licença para a comunidade construir a igreja.

Marcílio Martins Caldeira, trabalhou muito para a construção da capela

Na praça onde hoje está localizado o jardim, era um campo de futebol. Ali foi erguida uma barraca coberta de folhas de coqueiro que teria a função de agrupar as pessoas para a reza do terço e em seguida a quermesse.

Aos sábados e domingos, com uma imagem de São José, emprestada pela irmã Geralda, do asilo, os moradores então rezavam o terço junto à poucas pessoas. Foram realizadas três quermesses que renderam verba suficiente para a compra de um terreno, onde está localizado o posto de gasolina. Contudo, a primeira capela de São José foi erguida onde hoje está a igreja.

A primeira capela de São José nos anos 60

O bairro se encantava, pois a capela mostrava que seria o primeiro passo para a interação do bairro.

Assim, o primeiro batizado aconteceu na Páscoa do ano de 1976 e a primeira missa celebrada no dia 26/02/1961 pelo Pe. José Couto, com a capela cheia de fiéis. Em fevereiro passado a igreja comemorou 60 anos da realização da missa inaugural do templo.

Alcedino e Adriano, os primeiros padres da capela

Daquele momento para cá foram feitas muitas quermesses e festas de São José. Com ajuda da comunidade foi possível construir a Paróquia São José em 01/03/1981, que teve o primeiro Pároco, o Pe. Alcedino Brígido Lemos que construiu a casa Paroquial, depois vieram os párocos e padres Adriano Van Luyn, José Roberto Agostinho, Luiz Antenor Rosa Botelho, Allan Murillo Ulprist e atualmente José Alfeu Pereira.

Os padres José Roberto e Luiz Antenor

A Paróquia de São José já abrigou uma enorme área territorial religiosa, onde foram se formando várias comunidades, depois desmembradas e hoje são paróquias: Paróquia de São Dimas (bairro Jardim Martinez); Paróquia São Judas Tadeu (bairro CECAP); Paróquia São Pedro e Santa Luzia (bairro Melhado); Paróquia Santo Expedito (bairro Jardim Iguatemi, Jardim Vitório de Santi) e outros bairros.

No dia 07 de fevereiro de 2019, o padre José Alfeu Pereira assumiu a sua missão de Pároco, e uma das primeiras providências foi a criação do Conselho Administrativo, Econômico e Paroquial para melhor gerir a gestão e administração da Paróquia, desta forma, pode sanar a difícil situação financeira da paróquia sendo possível abrir caminhos para realizar outras obras urgentes e necessárias.

Padre José Alfeu Pereira, hoje titular da paróquia

Ao mesmo tempo, procurou valorizar e fortalecer as pastorais e os movimentos existentes na Paróquia: Apostolado da Oração, Legião de Maria, Catequese, Ministros da Eucarística, Equipes de Liturgia, Ministério de Canto, Equipe de Festa, Coroinhas, Acólitos, Grupo de Oração Água Viva, Pastoral Familiar, Conferência Vicentina de São José, Apostolado da Mãe Rainha e Pastoral da Saúde.

Recentemente foram incorporados o Encontro de Casais com Cristo e o Terço dos Homens, e assumindo as exortações do Papa Francisco e da Diocese, valorizou a Missa de Saída (realizada nas casas), a Missão Diocesana e Paroquial.

Colaboradores que se juntam para contribuir de forma voluntária com a manutenção da paróquia

Os próximos passos, diz padre Alfeu é dotar a Igreja de São José de melhores condições, como já foi finalizada a instalação do ar-condicionado, a melhoria e renovação da iluminação e som, calhas e telhado e finalização e acabamento das salas onde será a nova sacristia, secretaria e sala de atendimento segundo o projeto original.

“Temos por esses anos o compromisso de remodelar totalmente o Salão Paroquial com maior segurança e conforto para os encontros e eventos festivos. E uma atenção toda especial para a comunidade Nossa Senhora de Lourdes (bairro Jardim Tamoio), seja no acompanhamento pastoral e religioso, como também nas obras de restauração da Igreja Nossa Senhora de Lourdes”, reafirma o Padre Alfeu.

As celebrações religiosas realizadas na igreja com grande participação de fiéis

QUEM É SÃO JOSÉ

São José era carpinteiro na Galiléia e marido da Virgem Maria, protetor da Sagrada Família, foi escolhido por Deus para ser o patrono de toda a Igreja de Cristo. Esteve ao lado de Maria em todos os momentos, principalmente na hora do parto, que aconteceu em um estábulo, em Belém. Educou e protegeu o menino Jesus, com o amor de Deus-Pai. São José foi um homem justo, trabalhador e exemplo de pai.

A simplicidade e a fidelidade fizeram de São José o protetor escolhido para Maria e para o próprio Jesus, bem como para todos nós. “O Anjo do Senhor manifestou-lhe, em sonho, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber Maria como tua Mulher, pois o que nela foi gerado vem do Espírito Santo.”

ADMIRAÇÃO

Nos anos anteriores, missas em horários pré-estabelecidos, visitas e orações durante todo o dia, além da quermesse que mobiliza a população do bairro sempre formaram a programação em comemoração ao Dia de São José. Mas, a pandemia mudou tudo.

Adilson Custódio, um dos coordenadores das comemorações neste ano de 2021 conta que “o bairro tem uma grande admiração por São José e que anualmente a festa em homenagem a ele reúne milhares de pessoas”. Não é apenas por uma questão de respeito, mas acima de tudo pela devoção religiosa, comenta Adilson Custódio. “Este ano existem as dificuldades, que logo serão superadas”, completa.

Para o padre José Alfeu Pereira, o evento tem outro significado: da alegria em participar da história religiosa do bairro, se aproximar da comunidade e com ela contribuir, lhes indicando o caminho da fé e admiração por São José. Padre Alfeu assegura o cumprimento do decreto estabelecido por causa da pandemia mas temos que acreditar na volta em breve das missas presenciais.

PROGRAMAÇÃO DESTE DIA 19