Início Cidade

Formandos de 1970 do EEBA revitalizam a escola

Além das reformas realizadas pelo grupo, eles pretendem agora aproximar a sociedade da escola, mostrando assim a força da educação

1563
A diretora do EEBA Cristiana com os ex-alunos Tatalo, Melão e Brandão na sala em que estudaram na década de 70

Cerca de 30 ex-alunos da Escola Estadual Bento de Abreu (EEBA), em Araraquara, formados em 1970, estão revitalizando a escola e ajudando a direção da questão comportamental dos alunos.
De acordo com a diretora da entidade Cristiana de Morais Benedito Lourenço Dias, a princípio eles chegaram para trocar o telhado da biblioteca, pois chovia dentro, mas se tornaram grandes parceiros.

Registro dos formandos de 1970, que todos guardam com carinho. (Todos os nomes, constam no final da matéria)

“Como nós recebemos o PDDE paulista (Programa Dinheiro Direto na Escola), colocamos as câmeras e arrumamos tudo que precisávamos fazer, mas eu queria pintar a escola, perguntei então a eles se poderiam me ajudar com a pintura, eles falaram com os amigos, cada qual fez uma contribuição e então doaram toda tinta e a escola entrou com a mão de obra”, diz a diretora.

Em 6 de julho de 2019, foi realizada uma homenagem ao jornalista e escritor Ignácio de Loyola Brandão

De acordo com Cristiana, em julho de 2019, um grupo de amigos fez uma homenagem a um dos ex-iebanos mais ilustres, o jornalista e escritor Ignácio de Loyola Brandão, e na oportunidade disseram a ela que queriam apoiar a escola. “Em um primeiro momento não acreditei que isso se concretizaria, mas passados três meses, o Marco Brandão me procurou e disse: nosso grupo vai ajudar a escola, e foi assim que eles retornaram ao EEBA e já pintamos boa parte do prédio, trocamos o telhado da biblioteca e trocamos cerca de 150 vidros faltantes”, afirmou a diretora.

Além das reformas implementadas pelo grupo na escola, a segunda etapa do projeto é ajudar a direção da escola na questão comportamental dos alunos, como motivação e para que se espelhem nos grandes nomes que estudaram no EEBA. “A escola tem uma tradição e os novos alunos precisam trabalhar a questão do pertencimento, a próxima etapa do projeto do grupo são palestras e orientações, com grandes nomes que passaram pela escola assim que voltarem às aulas, após a pandemia”, finaliza Cristiana.

DE VOLTA AOS ANOS DOURADOS

Representando os formandos de 1970 estão três ex-alunos que receberam o Portal RCIA, na diretoria do EEBA. Antonio Carlos Ciomini, o Melão, Engenheiro Civil, Luiz Carlos Rozato, o Tatalo, também formado em Engenharia Civil, Administração de Empresas e Engenharia da Segurança e Marco Antonio Castelli Brandão, Engenheiro Civil.

Uma das salas da escola após ser revitalizada pelo grupo de ex-alunos

Vale ressaltar que os três amigos estudaram juntos desde o grupo escolar aos 7 anos até a faculdade de engenharia, e hoje aposentados, ressuscitaram a parceria, segundo Melão.

De acordo com Tatalo, fazia 49 anos que eles não entravam no EEBA, e como a turma foi convidada para participar do evento do Loyola, resolveram voltar à sala que estudaram, ver a quadra, a biblioteca, e não acharam que aquela situação era o padrão que vivenciaram quando criança, e resolveram reunir o grupo para ajudar a revitalizar a área de estudo.

Para Brandão, o que eles desejam é a mudança na educação, no sentido de retorno dos bons tempos. “Temos dentro do nosso grupo pessoas com formações diversas, médicos, dentistas, advogados, jornalistas, engenheiros, administradores, enfim, gente graduada em biológicas, humanas e exatas com sucesso local, regional e até nacional. Recebemos muito do EEBA, é hora de retribuir. É um gesto de gratidão. Se não começarmos a fazer algo em nossas próprias cidades, um universo que está ao nosso alcance, nunca resolveremos os problemas do País”, diz o ex-aluno.

A ideia do grupo é envolver os novos alunos culturalmente, na parte esportiva, com palestras dos grandes nomes que estudaram no EEBA, e tentar também trazer os pais para dentro da escola, pois segundo eles, isso seria extremamente necessário.

“Alunos e pais têm que ter um comprometimento com a escola. Para nós a escola sempre foi sagrada. Sempre cultivamos o nome do EEBA em jogos, desfiles, apresentações culturais, aprendemos a votar e ser votado aqui dentro. Educação não é simplesmente dar matérias básicas, é ter informação, e isso só se consegue com comprometimento da sociedade. Nós fomos uma geração extremamente beneficiada e temos que devolver ao menos um pouco”, diz Brandão.

A partir do movimento do grupo, um projeto do Fundo de Desenvolvimento Escolar (FDE) vai enviar verba, para a reforma externa, como troca de telhado, pintura da parte externa da escola, águas pluviais e tudo que precisa ser revitalizado. As obras devem ter início na próxima semana.

Os amigos da escola dizem que tudo isso só foi possível com a ajuda da Diretora Cristiana que é uma pessoa aberta ao novo e a parceria está dando super certo.
Para as palestras, assim que retornarem às aulas, o grupo já se movimenta entre os grandes nomes dos amigos que têm para a nova empreitada. Todos se orgulham por ter passado sua infância e adolescência nos pátios da escola mais tradicional de Araraquara, e pretendem passar a nova geração todo esse sentimento de pertencimento.

Homenagem ao Professor Ulisses dos Santos Ribeiro que sempre foi muito respeitado entre os alunos

Com saudades nos olhos, falavam sobre o Professor Ulisses dos Santos Ribeiro, admirado e respeitado por todos, sabia como ninguém direcionar os alunos para uma profissão.
Para o grupo de ex-alunos, o importante é deixar um legado, e que outros ex-alunos retornem para ajudar suas antigas escolas. “Nosso intuito é aproximar a sociedade da escola, mostrando assim, a força da educação”, finaliza o grupo.

AMIGOS EEBA TURMA 70 – QUE EM 2020 COMPLETA 50 ANOS

Adalberto Rodrigues Alvaro de Almeida Caparica
Antonio Carlos Ciomini
Antonio Celso Martins Silveira (in memorian)
Arquimedes Diogenes Cilone
Célia Regina Garlipp
Celso Ferreira da Silva Junior
Deuseana Maria Iost (in memoriam)
Edson Bim
Elaine Marasca Flavio Scholten (in memoriam)
Helena Maria Cera Cardoso
Ione da Graça Malavolta
João Paulo Sarti
João Victor Salvajoli
Joaquim Duarte Pinto Ferraz Neto
José Tadeu Jorge Karla Gurgel de Sá
Luiz Antonio Nigro Falcoski
Luiz Carlos Rozato
Luiz Debieux Rosa Junior (in memoriam)
Luiz Eduardo de Souza Leão
Marcia Rodrigues Setubal
Marco Antonio Campos Rodrigues
Marco Antonio C. Brandão
Marco A. Zampieri Nunes
Marcus Vinicius Pazini Ozores
Marcio Lopes de Carvalho
Maria Christina Fleury Fina Speretta
Maria Christina Luciano de Freitas
Maria Eunice G. Paschoal Homem de Mello
Maria Heloisa de Angeli Loureiro
Maria Silvia de Carvalho Massafera
Marilia Silveira
Mariza Landgraf
Miguel Lia Tedde
Pedro Gualtieri
Ricardo Lupo
Roberto Rolfsen
Sandra Regina Brogna
Sidney Antonio Mazzi
Sonia Chediek Tuffi
Jorge Filho Ulisses
Eduardo R. Ribeiro
Wagner Martins da Silva