Início Destaques

Nos últimos segundos, América-MG vence e elimina Ferroviária da Copa do Brasil

Coelho consegue gol aos 49 minutos da segunda etapa e tira Locomotiva da competição

63
Crédito: Tiago Pavini / Ferroviária S/A

A Ferroviária bem que tentou, mas não conseguiu segurar a equipe do América-MG. Na noite desta terça-feira, a Locomotiva foi derrotada por 1 a 0 pelo Coelho, em partida disputada na Arena Independência, pela terceira fase da Copa do Brasil.

Restando poucos segundo para o fim. a equipe grená lutou para levar a partida para as penalidades, mas o gol da classificação mineira saiu aos 49 minutos da segunda etapa, com Rodolfo, no último lance do jogo.

Sem atuar por quase um mês, a equipe comandada por Dado Cavalcanti fez um primeiro tempo bastante equilibrado, mas na segunda etapa, os jogadores sentiram fisicamente e a equipe foi dominada pelo time mineiro.

Com a eliminação, o clube embolsa R$ 1,5 milhão de premiação, enquanto o América ficará com R$ 2 milhões por ter conquistado a vaga à próxima fase.

Agora, a Ferroviária terá quase um mês de preparação, visando o principal objetivo que é a disputa da Série D do Brasileiro. A equipe faz estreia diante do Nacional-PR, dia 19 ou 20 de setembro, fora de casa.

O JOGO

Em dez minutos, as equipes mostraram efetividade na marcação, principalmente pelo meio. A Ferroviária marcava pressão na saída de bola do Coelho, mas quando chegava próximo a área, não tinha efetividade.

A primeira finalização do jogo aconteceu apenas aos oitos minutos com o time da casa, através do atacante Rodolfo, mas sem perigo até a meta do goleiro Saulo.

Aos 17 minutos, a Locomotiva quase abriu o placar. Em cobrança de escanteio ensaiada, Tony cobra rasteiro e Bruno Mezenga, quase da marca do pênalti, recebe livre e bate de esquerda. A bola bate João Paulo, que tira de cima da linha, evitando o gol grená.

Dez minutos depois, o Coelho teve chance clara de gol. Com zaga desguarnecida, Rodolfo é lançado, consegue ganhar na corrida de Anderson Salles e chuta cruzado da entrada da área. A bola sai tirando tinta do poste direito de Saulo e se perde pela linha de fundo.

No último lance do primeiro tempo, aos 46 minutos, a equipe mineira teve a chance mais clara do jogo. Em bom passe dentro da grande área, Juninho consegue a infiltração por dentro da zaga, entra na área, mas Anderson Salles atrapalha. O volante consegue tocar para trás e a bola chega até Daniel Borges, que toca rasteiro para Mateusinho. De frente para o gol, meia finaliza e a bola acerta o travessão.

Na segunda etapa, aos quatro minutos, o América chegou com perigo. Em cobrança de falta, João Paulo lança na área, Messias toca de cabeça no segundo pau e Bauermann sobe no segundo andar e cabeceia firme, mas a bola sai pela linha de fundo.

A segunda etapa foi indigesta para as pretensões da equipe de Dado Cavalcanti. O lateral-esquerdo Bruno Recife e o volante Dener acabaram sentido e foram substituído por Artur Henrique e Willian, respectivamente.

O domínio foi amplo da equipe da casa, que chegava com mais âmbito no campo de ataque, mas não era efetiva nas finalizações. A Locomotiva errava muitos passes na saída do contra-ataque e não conseguia impor o seu jogo.

Mais inteiro fisicamente, o Coelho até balançou a rede aos 29 minutos, mas não valeu. Após cobrança de escanteio na primeira trave, Rodolfo fica com a sobra na pequena área e marca, mas o auxiliar José Carlos Oliveira dos Santos, marcou impedimento no lance.

Restando poucos segundo para o término do jogo, o Coelho conseguiu fazer o gol da classificação. Daniel Borges recebe na direita, cruza rasteiro, a bola passa por baixo das mãos de Saulo e Rodolfo empurra para as redes.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 1×0 FERROVIÁRIA

Data/Horário: terça-feira, 25 de agosto de 2020, às 19h (Brasília)
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte-MG
Arbitragem: Marilson Alves Silva (BA), auxiliador por Marcos Welb Rocha de Amorim (BA) e José Carlos Oliveira dos Santos (BA)
Cartões amarelos: Neto Berola (América-MG); Max (Ferroviária)
Gols: Rodolfo (aos 49 minutos do segundo tempo) para o América-MG

América-MG – Matheus Cavichioli; Daniel Borges, Messias, Eduardo Bauermann e João Paulo; Zé Ricardo (Cauê), Juninho, Mateusinho (Neto Berola) e Alê; Léo Passos (Marcelo Toscano) e Rodolfo. Técnico: Lisca

Ferroviária – Saulo; Lucas Mendes, Anderson Salles, Max e Bruno Recife (Artur Henrique); Dener (Willian), Tony e Fellipe Mateus; Jhoninha (Túlio Renan), Bruno Mezenga (Léo Castro) e Hygor (Will Viana). Técnico: Dado Cavalcanti