Início Destaques

Novo diretor do Ciesp Araraquara acredita que a união será determinante para a recuperação do setor industrial

Bruno Franco Naddeo assumiu a regional e vislumbra um ano desafiador para a indústria

159
Diretoria recém empossada do Ciesp Araraquara: Bruno Franco Naddeo, diretor titular; Ademir Ramos, 1º vice diretor; Elton Ramos, 2º vice diretor

O ano de 2022 será marcado por muitas movimentações e acontecimentos. Será um ano de eleições presidenciais e, independente de quem assuma o governo do país, será essencial haver união entre todos os envolvidos com a cadeia produtiva da indústria. A avaliação é de Bruno Franco Naddeo, diretor titular da regional de Araraquara, do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), empossado no início de janeiro e que estará a frente da entidade no quadriênio 2022/2026.

“Teremos um período extremamente desafiador, de instabilidade econômica e de eleições. A cadeia produtiva da indústria ainda sofre as consequências da pandemia de Covid-19 e não se recuperou. Esperamos que o governante eleito, una forças com os setores responsáveis por movimentar a economia e se torne um aliado. É um momento de união”, considerou Bruno.

Engajado com temáticas de empreendedorismo jovem, gestão e associativismo, Bruno integrou o Núcleo Jovens Empreendedores (NJE) do Ciesp, desde 2014 e durante esse período atuou juntamente com a diretoria estadual do órgão para fomentar ações positivas destinadas aos associados do Centro das Indústrias. Segundo ele, o NJE atua para identificar, reunir e desenvolver lideranças por meio de atividades que estimulam o empreendedorismo entre os jovens por meio de cursos de capacitação, visitas técnicas e trocas de experiências.

“Trata-se de uma movimentação natural de sucessão com objetivo de desenvolver e aperfeiçoar futuras lideranças. É a união da experiência dos dirigentes atuais com o entusiasmo dos jovens”, pontuou Nadeo.

A junção de objetivos comuns é uma das metas da diretoria do Ciesp – Araraquara para 2022, que em seu planejamento estratégico identificou a necessidade de viabilizar encontros com o quadro associativo a fim de identificar suas potencialidades, fragilidades e propor temáticas de atuação que atendam os anseios do associado. Para isso, a regional fará um movimento de aproximação com seu quadro associativo.

Para Michele Pelaes, coordenadora regional do escritório do Ciesp – Araraquara, trata-se de ouvir as necessidades do associado e compreender as expectativas depositadas no Centro das Indústrias. “Essa aproximação permite a realização de ações mais assertivas e direcionadas as necessidades do associado. Um exemplo disso é a realização dos grupos para troca experiências como o Grupo de Meio Ambiente e Segurança (GMAS)”.

A coordenadora acrescenta ainda que, está programada para os próximos meses a criação de um núcleo sobre comércio exterior que deverá desmitificar o tema e fomentar o potencial da região. “Os grupos de troca de experiências possibilitam aos associados compartilhar seus anseios e dificuldades frente a algum tema por meio de rodas de conversas e ações de interesse mutuo”.

Outra ação prevista para 2022 é a estruturação física, na sede do escritório da regional, de um espaço para capacitação que ofereça ao associado acomodações para a realização de treinamentos, troca de experiências e networking.