Home Cultura e Lazer

Oficinas Culturais começam nesta terça (30) no Centro de Referência do Autismo

“Artesanato” e “Arteterapia” são os cursos gratuitos que irão atender especialmente as mães atípicas, jovens e adultas autistas; inscrições estão abertas

22
Toda a programação é gratuita.

O Programa Oficinas Culturais Municipais chega ao Centro de Referência do Autismo Aldo Pavão. A partir de terça-feira, 30 de maio, as atividades do programa realizado pela Secretaria Municipal da Cultura e Fundart serão iniciadas no local, gratuitamente. As inscrições estão abertas.

“Artesanato” e “Arteterapia” são os cursos escolhidos para atender especialmente as mães atípicas, jovens e adultas autistas. A Oficina de Artesanato será realizada às terças-feiras, das 9h às 11 horas, propondo a produção de bijuterias e cestaria com materiais recicláveis.

A educadora Silvana Oliveira conta que este é um trabalho também de conscientização, voltado à proteção e preservação do meio ambiente. “A oficina ensina a produzir várias peças e modelos de bijuterias e cestaria, todos confeccionados e trabalhados na sustentabilidade. São peças como cestas, baleiros, colares, pulseiras, brincos – entre outros. Levamos as oficinas também, como terapia, arte, como fonte de renda, decoração, para presentear ou simplesmente como qualidade de vida e bem estar.”

Já para “Arteterapia” será formado um grupo de encontro toda a primeira terça-feira do mês, das 14h às 16 horas. A educadora Marisa Prado explica que a aula/terapia é voltada para o equilíbrio mental, emocional e físico e deve levar um olhar diferente para as mães participantes. “Um olhar mais cuidadoso para elas perceberem, de um modo especial, e trabalharem o autoconhecimento para manter o corpo e mente saudáveis.”

Marisa acredita que a atividade vai incentivar as participantes a expressarem os seus sentimentos, despertando autonomia e consciência para lidar melhor com as barreiras que envolvem os aspectos emocionais. “A terapia energética contribui para restaurar e adequar esse estado de equilíbrio interior e eu acredito que faremos um trabalho bem proveitoso, uma aula bem proveitosa que vai contribuir bastante com as participantes.”

A coordenadora do Programa Oficinas Culturais Municipais, Rafaella Pucca, explica que a oferta dessas oficinas é o atendimento de uma demanda trazida pela gestora do Centro de Referência do Autismo, Karina Maia.

“Percebemos que muitas mães atípicas algumas vezes não têm a possibilidade de ingressar no mercado de trabalho com horários fixos, em virtude de acompanharem as terapias dos filhos. Por isso, a Oficina de Artesanato torna-se uma oportunidade de estabelecer relações entre essas mulheres, além de ser uma forma de gerar renda posteriormente. Já o grupo de Arteterapia tem a intenção de promover o autoconhecimento e o bem-estar físico, emocional e energético.”

As mulheres interessadas nas atividades devem realizar a inscrição no próprio Centro de Referência do Autismo, localizado na Rua Nove de Julho, 3700, em frente à Praça João Bernal, na Vila Girassol. Para se inscrever é necessário apresentar: documento de identidade e comprovante de endereço. Toda a programação é gratuita.