Início Destaques

Papai Noel dos Correios será virtual; saiba como apadrinhar uma carta

Com a chegada de dezembro, o espírito natalino toma conta das pessoas. A criançada fica ansiosa e muitas contam com a iniciativa para ganhar um presente. Por causa da pandemia, este ano, apadrinhamento e envio de cartinhas são feitos de forma virtual

70

Com a proximidade do Natal, o espírito de solidariedade torna-se cada vez mais forte. Com essa vontade de fazer o bem, nada melhor do que ver um sorriso de uma criança ao entregar um brinquedo, um livro ou qualquer coisa que represente o quanto cada uma é especial.

Há mais de 30 anos, a campanha do Papai Noel dos Correios, vem trazendo alegria para a criançada do Brasil. A iniciativa nasceu como uma ação espontânea entre os funcionários da empresa pública. Eles se uniam para atender aos pedidos endereçados ao Papai Noel. A partir de 1997, a população passou a fazer parte da iniciativa.

Para 2020, a campanha foi adaptada ao ambiente virtual, devido à pandemia do novo coronavírus. Assim, tanto o envio de cartinhas quanto o apadrinhamento são feitos pelo blog do Papai Noel (https://apps2.correios.com.br/noel/app/adotarCarta/). A adoção pode ser feita até 11 de dezembro, data limite para a entrega dos presentes aos Correios e para o envio dos pedidos.

Devido ao novo formato, uma força tarefa foi organizada para que os alunos do Centro de Ensino Fundamental (CEF) 115, no Recanto das Emas, pudessem enviar as cartinhas, é o que explica a diretora da escola Jussara Medeiros, 43 anos. “Nós conseguimos enviar as cartinhas graças ao empenho de professores, que ajudaram a digitalizar algumas delas, da equipe gestora, dos coordenadores, da participação dos pais das crianças e do apoio da Secretaria de Educação e da Regional de Ensino”, ressaltou a educadora. A previsão é de que a unidade educacional receba os presentes de 14 a 18 de dezembro.

APADRINHAMENTO

Adriane Henriques, 54, participa da campanha há oito anos e, atualmente, é responsável por mobilizar os funcionários do local em que trabalha. “Eu faço esse gancho entre o órgão e as pessoas que querem ajudar de alguma forma e muitas vezes não sabem como”, explica a servidora pública. Segundo ela, ver o olhar de uma criança ao ganhar um presente é algo inesquecível, que vale muito a pena.

Para ela, é importante que as pessoas sejam mais solidárias em 2020. “Este foi um ano difícil. As crianças ficaram muito isoladas, deixaram de estar em convivência com as outras, de ir à escola. Muitas nem tiveram acesso à internet. Então, nós estamos fazendo uma mobilização ainda maior para que, pelo menos, o presente chegue”, ressalta.

Dono de um restaurante, em Águas Claras, Mauro Gonçalves, 40, participa pela primeira vez do Papai Noel dos Correios. “Eu acredito que as empresas deveriam colaborar mais com essa parte social, e eu decidi participar esse ano porque percebi que várias famílias não vão poder dar aquele Natal que as crianças estão acostumadas, por causa da pandemia”, avalia o empresário.

SONHO

Os interessados em apadrinhar uma cartinha e atender a um pedido de uma criança devem entrar no blog da campanha, clicar no botão “Seja você Noel” e seguir os passos informados. Empresas interessadas em participar da campanha podem se cadastrar como padrinhos corporativos para adotarem mais de 80 cartas.

As entregas dos presentes poderão ser feitas nos pontos de coleta estabelecidos ou por meio dos Correios