Home Destaques

Polícia Militar desmonta esquema de preparo e venda de drogas no Jardim Pinheiros

O traficante praticava o crime em dois lugares próximos; em um deles estava o polo operacional com drogas e balanças, além de apetrechos necessários para finalização e venda do produto, como um aparelho celular.

186
Polícia Militar realizou um excelente trabalho

Está recolhido à Cadeia Pública de Santa Ernestina e deve passar por audiência de custódia nos próximos dias um homem de 29 anos que foi preso por tráfico de drogas nesta sexta-feira (28), no Jardim Biagioni, em Araraquara.

De acordo com o boletim elaborado pela Polícia Militar também foram recolhidos materiais diretamente associados ao tráfico em pelo menos dois endereços, já que carregava em seu bolso duas chaves, uma delas seria do seu apartamento na Vila Biagioni e a outra de uma residência que fica no Jardim Biagioni.

O homem abordado não tinha nada de ilícito em seu poder, porém demonstrou certo nervosismo na abordagem e confessou que de fato possuía drogas em seu apartamento. Como ele já estaria sendo monitorado desde a manhã, permitiu que os policiais fizessem uma busca na sua moradia.

Após a localização de uma certa quantidade de entorpecentes e novamente com autorização do até então do suposto traficante a Polícia Militar seguiu em direção à casa apontada pelo acusado no Jardim Pinheiros. No quintal foram encontrados veículos, cujos documentos passam por checagem da procedência.

O lugar na verdade, segundo foi dito, é onde se faz o preparo das drogas para embalagem e saída para comercialização. Constatou-se essa operacionalização por causa do que foi apreendido: balanças, mochila, R$ 550,00, celular, além de 394 pedaços de tijolos de maconha, 4 pedaços de tijolos de crack, 38 pinos de cocaína e 2 pedaços de pasta base de cocaína.

Caracterizado o crime por tráfico o homem foi levado para a Delegacia de Polícia onde foi realizada pela autoridade de plantão a prisão em flagrante e seu encaminhamento para a cadeia pública em Santa Ernestina. O caso foi passado para a Polícia Civil que fará a investigação pois há a suposição de outras pessoas envolvidas na trama criminosa.