Início Destaques

Servidores prometem greve a partir desta segunda (21)

Mudança de regime de trabalho foi protocolada na Câmara e está na pauta da sessão extraordinária

53
Servidores são contrários a mudança de regime de trabalho

Vereadores e representantes do Sindicato dos Servidores Municipais de Araraquara e Região – SISMAR, estiveram reunidos nesta quinta-feira, dia 17, no plenarinho da Câmara Municipal de Araraquara, um pouco antes da sessão extraordinária realizada naquela tarde, para tratar dos projetos de Lei Complementar, enviados pela Prefeitura de Araraquara, mudando o regime jurídico de trabalho dos servidores do município, de celetista (regime CLT) para estatutário.

As propostas já estão protocoladas na Câmara e foram agendadas para discussão e votação em duas sessões extraordinárias, na segunda-feira, dia 21. O presidente do SISMAR, Gustavo Domingos Jacobucci, apresentou suas visões e argumentos sobre as propostas. Caso sejam aprovados os dois projetos, o próximo passo é a construção do estatuto que vai reger a relação de trabalho do servidor com seus empregadores, tanto a Prefeitura, quanto a Câmara Municipal.

O QUE DIZ O SISMAR

Em nota o Sindicato que representa a categoria afirma que “conforme decidido na assembleia, faremos greve geral no dia 21, desde às 0h01 e vamos colocar pressão nos vereadores para que eles adiem a votação e abram diálogo sobre o assunto por meio de audiências públicas.

Sismar disse ainda que “é inacreditável a insistência do governo que se diz dos trabalhadores em fechar as portas para o diálogo. É inaceitável a crueldade do governo com seus servidores, obrigando-os a ir às ruas pedir diálogo em plena pandemia. Será imperdoável se os vereadores acatarem as ordens do governo e aprovarem o projeto. Quando as portas de qualquer negociação razoável se fecham e a perda de direitos é iminente, a greve é a última alternativa que resta para o trabalhador”, finaliza a nota