Início Agronegócio

UNICA inaugura sede e mostra o Corolla Híbrido Flex + elétrico

O presidente da Canasol, Luís Henrique Scabello de Oliveira, acompanhou nesta quarta-feira em Brasília durante a solenidade de inauguração da nova sede da ÚNICA o lançamento do Toyota Corolla com proposta de mobilidade consciente e ecológica

389
Bráulio Gomes, presidente da Associação de Produtores de Cana do Rio Grande do Norte, Alexandre Lima, presidente da Feplana, Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente e Luís Henrique Scabello de Oliveira, presidente da Canasol

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (ÚNICA) inaugurou nesta quarta-feira (12) em Brasília, sua nova sede. A entidade abriga usinas associadas, sendo ela responsável por mais de 50% da produção nacional de cana, 60% da produção de etanol e quase 70% da bioeletricidade ofertada para o Sistema Interligado Nacional (SIN).

Do evento participaram Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente; Alexandre Lima, presidente da Feplana (Federação dos Plantadores de Cana do Brasil); Bráulio Gomes, presidente da Associação de Produtores de Cana do Rio Grande do Norte; Luís Henrique Scabello de Oliveira, presidente da Canasol e tesoureiro da Feplana, além de outros convidados, recepcionados pelo presidente da ÚNICA, Evandro Gussi.

Ricardo Salles destacou a importância dessa proximidade com o setor canavieiro e considerou que há entre o governo e os plantadores de cana um respeito mútuo, de olhar voltado para o futuro. No mesmo evento, houve o lançamento oficial do Toyota Corolla Híbrido (flex + elétrico), cujo consumo chega próximo de 19Km/litro para um veículo de 177 HP. Mas a grande vantagem é que essa tecnologia proporciona uma “pegada de carbono” próxima a zero quando se usa o etanol”, comentou o presidente da Canasol, Luís Henrique Scabello de Oliveira.

A SENSAÇÃO DO EVENTO

O lançamento Toyota Corolla em Brasília nesta quarta-feira (10)

O presidente da Canasol, Luís Henrique Scabello de Oliveira, confessa que ficou surpreso com a tecnologia inovadora do carro que ainda apresenta características ainda pouco conhecidas pela maioria do público. “Trata-se da combinação da tecnologia do motor Flex com um sistema de propulsão auxiliar que opera com dois motores elétricos. Para movimentar esses motores, o veículo vem equipado com uma bateria especial, que é recarregada pelo próprio veículo durante o seu uso, não havendo necessidade de estações de recarga, como ocorre nos veículos 100% elétricos”, comentou.

Na prática, não há mudanças na conveniência e rapidez de abastecimento do veículo com etanol nos cerca de 41 mil postos de combustível existentes em todo o país. O novo modelo representa uma proposta de mobilidade consciente e ecológica, traduzida pela grande economia no consumo de combustível e em emissão extremamente baixa de poluentes e de gás carbônico (CO2).

Como resultado da alta eficiência no uso do combustível, a emissão de gás carbônico, o principal responsável pelas mudanças climáticas, é baixíssima. Segundo a Toyota, com etanol é de apenas 29 gramas por quilômetro, considerando o ciclo de vida do combustível. Isso corresponde a 20% do valor médio estimado para os veículos a gasolina, na mesma base de cálculo.

Quanto aos poluentes atmosféricos, os resultados oficiais certificados pelo Ibama confirmam que os valores medidos se encontram bastante abaixo dos limites legais. Para o presidente da UNICA, Evandro Gussi, o lançamento do novo modelo é a confirmação de que o etanol faz parte do presente e é uma ponte para um futuro ambientalmente sustentável.