Início Cidade

Vítima de infarto, morre o professor e historiador Ricardo Simões

As primeiras informações revelam que Simões (Arquivo Ricardo Simões) teria morrido dormindo no final da tarde deste domingo.

3553
Ricardo Simões, uma vida ligada à história da sua cidade

Faleceu no final da tarde deste domingo (17), aos 74 anos, o professor Ricardo Simões que teve uma importante trajetória na história da cidade. Formado em Educação Física, logo na sua juventude tornou-se um símbolo do nosso esporte amador, sendo atleta de natação e responsável pela conquista de muitas medalhas para sua terra natal em competições oficiais como Jogos Regionais, Jogos Abertos do Interior, Troféu Bandeirantes e Campeonatos Paulista e Brasileiro.

Sua participação nas competições se deu nos anos 60 e essa convivência com o esporte o levou a participar da administração do prefeito Valdemar de Santi; suas ligações com o antigo prefeito foram ainda mais amplas estendendo as atividades até a Secretaria Municipal de Turismo.

Foi também neste período que Simões começou a fazer filmagens a maior parte de eventos festivos, garantindo-lhe a primazia de possuir o maior banco de vídeos da história de Araraquara: “Gostaria de passar este acervo para o município”, disse Simões dois anos atrás, contudo não houve acordo financeiro com a prefeitura.

Por muitos anos Ricardo Simões trabalhou na Base da FAB – Força Aérea Brasileira, com sede em Pirassununga onde acabou entrando para a reserva. Suas atividades profissionais estavam vinculadas à Educação Física o que lhe garantiu sua permanência na FAB por muitos anos.

Brincalhão, sempre de bem com a vida, Ricardo Simões tinha uma grande paixão por produções visuais e tornou o Clube 22 de Agosto, em seu auge, como um dos seus maiores clientes. Araraquara sente a perda deste notável profissional casado com Judy Balcom Simões. Ele deixa ainda duas filhas: Laura, Daniel e Diego Simões.

O RCIA continuará fazendo a atualização desta matéria.